sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Novidade

Blog é um lance que pede sempre uma novidade! E, se pro leitor o barato é chegar aqui e encontrar novas maluquices que escrevo; pra mim, o barato é fuçar a rede em busca de novas formas de interagirmos.
A partir de agora, temos mais uma: um sistema de avaliação das postagens, sempre na parte inferior de cada post. Assim, vocês poderão dizer se curtiram ou não o texto, etc. Resolvi adotar o sistema, pensando, principalmente, nos leitores que têm mais preguiça de comentar. Agora, com um simples clicar de mouse, eles têm um jeito de dizer se gostaram do que encontraram por aqui..

Obsessão...

...pelos números!
Só pra fechar outubro com a conta redondinha, esse é o post de número 100...nesse mês que ora se despede! Um recorde que, certamente, vai demorar a ser quebrado aqui no blog, dada a quantidade de trabalho que tenho pela frente até o fim do ano.
Mas tô orgulhoso: quanto mais escrevo, mais gente vem até aqui. E isso é bacana demais! Outubro já é o mês com maior número de visitantes únicos na história do blog! Valeu mesmo, turma!
E, cá entre nós: acho que o aniversário me fez bem! Aos 28, estou mais produtivo do que nunca! ;)
Agora, que venha novembro!!!

Vovó-delícia na Playboy...

Eu tinha uns 10 anos quando Cláudia Ohana surgiu na tela da TV, usando lentes de contato amarelas, dentes pontiagudos e um figurino basicamente preto, encarnando a vampira Natasha, da novela Vamp, de Antônio Calmon. Longe de botar medo em criancinha, a atriz resultou completamente sexy no papel da cantora-monstro que se apaixona por um humano.
Resultado: gamei na Cláudia Ohana! Ou, como diria aquele personagem de novela, garrei um amor platônico pela atriz.
À época, eu nem poderia imaginar que a minha musa já tinha aparecido (em muitos) pêlo(s) e mostrado sua Natasha nas páginas da Playboy...
Anos mais tarde, acho que em 1995, a beleza da morena de olhos amendoados e voz grave voltou a me chamar a atenção. Nada de vampira: agora, ela era uma cachorrona daquelas, traindo o próprio marido com o namorado da tia, na mesa da cozinha, em A próxima vítima, de Silvio de Abreu. Novamente linda - e arrebentando no papel - só fez reforçar a minha admiração e a certeza de que aquele era um dos rostos mais bonitos da televisão, cheio de uma brasilidade tão doce e áspera! Cláudia Ohana novamente me seduziu mesmo quando, lá pro fim da novela, exibia uma imensa cicatriz no rosto - resultado da facada que o marido lhe tinha aplicado quando o adultério foi descoberto.
Estava no auge da minha adolescência e a Playboy, para minha infelicidade, não estampou minha musa em suas páginas...
Agora, cá estou eu, aos 28. Cláudia Ohana tem 45. E surge, mais linda do que nunca, nas páginas da revista. O lançamento é cercado de uma polêmica boboca - e marqueteira - sobre a adoção ou não de um novo penteado íntimo pela estrela. Bobagem! Coisa de pentelho - com a licença do duplo sentido!
O que deve ser exaltada é a beleza dessa avó - sim, meus caros: ela é avó - cheia de sensualidade, de malemolência; e com o mesmo ar sapeca e sexy que me encantou lá nos tempos de meninice! O mesmo charme que tantas vezes me fez sonhar em cair na lábia daquela vampira gostosona só pra dormir agarradinho com ela num caixão bem apertado...
E viva a minha musa!

Agora, os meus vícios...

Estava eu navegando por um dos meus blogs favoritos, o Final de Namoro, quando descobri que minha querida Kika sapecou um selo no B@belturbo:

Puxa, Kika! Valeu mesmo! Primeiro, por ser uma presença tão constante aqui, conferindo essas mal-digitadas linhas. E, segundo, pelo carinho, pela amizade e pela parceria de sempre!
E agora, vejam só, eu, que no no post anterior, comentei o novo vício de Amy Winehouse, vou revelar os meus vícios na blogosfera:


Turma, esses eu leio diariamente - e lamento que alguns dos blogueiros não atualizem sempre, tal a minha fome de posts novos! São blogs divertidos, cheios de informações bacanas e que, definitivamente, não estão na coluna de links só por enfeite não!
Passeiem por lá e confiram!
Só por hoje...

;)

A doce vida de Amy...

Li no Ego que os amigos de Amy Winehouse estão preocupadíssimos com o mais novo vício da cantora. Corri pra ler, achando que a moça estava tomando gasolina, biodiesel ou inalando o tal gás do pum que combate a hipertensão.
Que nada! Ela tá viciada em...doces!
Ah, ô! Cá pra nós, no estágio em que a Amy se encontra, ficar diabética é até lucro, quase poético...

Da série: cama redonda e espelho no teto...5

Quando essa série surgiu, a idéia era publicar aqui outdoors, folders e outras imagens relacionadas à propaganda de motéis, sem dúvida um nicho onde os publicitários esbajam seu talento - e uma certa dose de saliência - produzindo peças originais e divertidas.
Até hoje foi assim...
Mas, diante do folder de um inferninho, eu não resisti: tive que alterar a linha editorial da série! O folder, vocês verão, é simples! Mas o evento, batizado com uma alta dose de sutileza, e a promoção, destacada em vermelho no folder, justificam - e muito - a postagem.
Senhoras e senhores, bem-vindos à noite da chupeta:


(clique para ver maior)

Nada como fazer um agradinho na clientela, né?

Essa pérola foi garimpada pelo amigo Fabiano Porto. E se você encontrar algo parecido na rede - ou nas ruas - pode mandar pra cá! É só escrever pra HotLine.

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Da série: "a luz no fim do túnel é um trem vindo pra cá..." 19

Acabo de ler que o atual prefeito do Rio, Cesar Maia, já anunciou a candidatura ao governo do estado em 2010. Segundo a matéria, publicada no Dia Online, além de falar da própria pretensão, Maia analisou que Garotinho também deve submeter seu nome ao povo do Rio de Janeiro.
Droga! Não deveria ter lido isso antes de dormir!


Faço minhas as (sábias) palavras dela...

Duvidoso

Pode-se falar qualquer coisa de Jô Soares. Mas, definitivamente, não podem falar que falte ao gordo personalidade. Porque, cá entre nós, pra usar esse paletó vermelho-vermelhaço-vermelhusco-vermelhante-vermelhão, só tendo mesmo muuuuuita personalidade.
Ou um gosto, digamos, fora do usual...

A web também é um ovo...

Como são as coisas...mais de dois anos atrás, escrevi sobre o Despropaganda, um blog muito bem sacado que pega no pé da publicidade e tira proveito das vaciladas dos marqueteiros para fazer rir.
Dois anos atrás, ninguém falava em CQC...
Hoje, voltei ao Despropaganda e me surpreendi ao constatar que um dos autores do blog é o Danilo Gentili, que estourou como o Repórter Inexperiente do programa da Band. Para muitos, o Danilo deve ter sido uma grata surpresa. Mas pra quem já lia os posts dele lá no Despropaganda, o sucesso era mesmo esperado.
E esse é apenas um exemplo de como há gente talentosa blogando por aí...
E se você quiser conferir o Despropaganda, o link tá aqui do lado direito, na seção Linkaiada.

Da série: "a pergunta que não quer calar..." 28

Em A Favorita, Flora passou 18 anos vendo o sol nascer quadrado. Então, por favor, alguém me explique, como ela saiu da cadeia sabendo mexer em computadores, hein?
No capítulo de hoje ela, toda segura, deletou um e-mail no computador do Halley. E, todos concordam, 18 anos atrás o conceito de Internet estava engatinhando, né?
Ah, se tudo fosse tão simples quanto no mundo da ficção...


NOTA DA REDAÇÃO: Só pra constar, esse foi o post 1.401 desse humilde, mas já suculento, blog...

Barrichelo: o arame liso da Fórmula 1...

Barrichello: 'Como vou ajudar o Massa se eu não consigo me ajudar?'
Essa frase é a manchete de uma notícia publciada lá no Dia Online. Tudo bem que ele quis fazer uma piada. Tudo bem que eu acharia um jogo muito sujo qualquer ação do Barrichelo pra favorecer o Massa na final do campeonato da Fórmula 1. Mas, quando li essa declaração, fiquei paralisado. Li e não tive outra alternativa que não fosse chegar à conclusão: o Rubinho Barrichelo é aquele típico sujeito boa praça que pede pra ser gozado - sem duplo sentido, ok? Quero dizer que ele é um perfeito mané, pra ser bem direto e sucinto!
Sacaneado desde que o Senna morreu, o piloto se empenhou - em todos esses anos - mais para dar declarações esdrúxulas do que para, de fato, ser honrado como um bom competidor. Se nas pistas nós fomos obrigados a aceitar as centenas de panes hidráulicas nos carros comandados por Rubinho; nos jornais e na TV vimos, esse tempo todo, as panes cerebrais do Rubinho gerarem mais e mais declarações que pareciam feitas sob encomenda para programas como CQC, Pânico na TV e Casseta & Planeta.
Até pra perder, o cara tem que ter semancol! É a tal da presença de espírito; a tal da estrela. Zico, que passou por uma Copa sem levantar a estátua, nunca comprou a idéia de ser um perdedor, nunca vestiu a carapuça que, certas vezes, tentaram lhe dar. Mas com Rubinho foi diferente! Infelizmente, como a declaração confirma, ele parece ter aceito de bom grado o papel de perdedor.
Como diria meu amigo Juninho: Rubinho virou um arame liso e se habituou a, nas pistas, não machucar ninguém!


PS.: Aliás, vale dizer que um analista também não faria mal ao piloto da Honda, né?

Espancaram o vovô flamingo...

Li no Blog Animal a notícia sobre o flamingo de 75 anos que foi brutalmente atacado no zoológico de Adelaide, na Austrália. Isso deve ser algum tipo de epidemia lá na terra dos cangurus, lembram?
Que tristeza, gente! Não respeitaram o ancião de asas e desceram-lhe a porrada! Tenho muito medo que a moda pegue. Já pensou se um australianozinho desses entra, no susto, no Congresso?
Seria um salve-se quem puder, né não?

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Sobre o mural de leitores...

Primeiro, quero agradecer ao pessoalzinho gente boa que já tá enfeitando o blog com suas fotos no mural. Valeu mesmo e, como eu imaginava, ficou muito mais bacana tendo vocês aqui pertinho!
Agora, um help pra quem ainda não conseguiu entrar pro mural: é só clicar em "seguir/acompanhar" esse blog, preencher a tela de cadastro com o e-mail e a senha que você utiliza no orkut ou no blogger e definir o nome de tela, que é o nome que vai aparecer quando o mouse passar sobre a sua tela. Ou seja: o seu nome!
Depois, edite o perfil e selecione a foto que você quer colocar aqui no mural!
É isso! Será um prazer vê-los por aqui...
;)

Dez! Nota dez!!!

Soton, meu amigo, parabéns pelo 10! Sei do seu esforço e da batalha para, inclusive, conseguir apresentar esse trabalho! Todo esse empenho só faz maior o orgulho que todos os seus amigos - e me incluo nessa lista - sentirão de você!
Além de um grande AC, agora você é, também, coleguinha! E deu - mais um - belo exemplo ao Gugu...
Seja bem-vindo ao louco mundo do jornalismo, rapaz!
E conte comigo sempre, ok?
Abração e bora comemorar esse 10, hein?

Tá na hora. Tá na hora???

Na época da Olimpíada, contei aqui do meu espanto ao saber que Ilariê, aquele sucesso da Xuxa, estava sendo executado em pleno Cubo d'Água, lá em Pequim. Passados quase 20 anos do lançamento da música (?!?!?!) me surpreendi com a longevidade da lendária gravação da outrora Rainha dos Baixinhos.
Mas, meus caros, tudo o que é ruim pode ficar ainda pior! Pois imaginem qual não foi o meu espanto, agorinha, ao ver que um grupo de chinesinhas gravou uma versão de Ilariê? O clipe, que está na TV UOL, tem até a letra da música (?!?!?!?!) em mandarim.
Tenho muito medo do que pode vir a acontecer caso essa pitoresca gravação faça sucesso por lá. Já imaginaram 1 bilhão de chineses rendidos ao hino composto por Cid Guerreiro? Se isso acontecer, caríssimos, Xuxa e o compositor (?!?!?!?!?!) terão dado uma inegável contribuição para tornar o mundo um lugar um pouquinho pior...

A comédia da vida pública...

É claro que o caso é sério e atitude do ator, repugnante, deve ser punida. Mas, diga lá, quem resiste ao talento pra comédia do pessoal do jornal Meia Hora? No quesito manchete engraçadinha, os caras são imbatíveis!!!

Eco das ruas...

Centro da cidade, hora do almoço. Dois ambulantes, com seus humores alterados etilicamente, conversam na rua. O tom das vozes é alto. E nota-se um ar de protesto. Um deles, queixando-se da jornada de trabalho excessiva, esbraveja:
- A escravidão acabou, mermão! Pra isso que fizeram a Lei Isaura!!!
Lei Isaura!!!
Meninos, eu vi...

terça-feira, 28 de outubro de 2008

El diez...

Tá em tudo quanto é canto:
Maradona é o novo técnico da seleção argentina de futebol.
Será que a nova carreira do ex-craque será longa?
Se for, dirão as más línguas, ele vai adorar...e pode acabar com ela rapidinho!

Não entendeu o paradoxo? Se quiser decifrá-lo, veja essa pista.
Se não quiser, xá pra lá! É uma piada sem o menor caráter mesmo...

A mais nova do garção...

Ontem, depois de uma tarde inteira trancado no estúdio, gravando, corri pra habitual lanchonete assim que o trabalho foi encerrado. Fiz o meu pedido e fiquei batendo papo com um amigo até receber o que havia pedido.
Foi quando, sem quê nem porquê, o garção chegou na nossa mesa, bateu a mão no meu ombro e soltou a pérola do dia, com a sua costumeira (total) falta de delicadeza:
- Por que que você queimou os braços e não queimou a cara, hein?
Incrédulo, saquei que ele estava se referindo aos efeitos do meu bronzeado recente, aqueles que contei aqui. A falta de tato do nosso herói-de-lápis-atrás-da-orelha, embora longe de ser uma novidade, me surpreendeu. Em frações de segundos, lembrei que minha diria a ele que quem tem cara é cavalo. Mas usei a minha educação para constrangê-lo...
- Não, não! Eu queimei o rosto também! É que eu estava gravando aqui na TV e estou maquiado ainda...
Constrangido, ele fez cara de paisagem e se afastou da mesa.
E eu, mais uma vez, tive a prova de que é a ingnorânça que extralavanquia o pógressio...

Ironia do destino...

Hoje eu passei a tarde gravando um debate com 14 estudantes sobre os papéis de homens e mulheres na sociedade. Além dessas questões de gênero, também discutimos assuntos relacionados à sexualidade.
Foi um papo ótimo, com uma turma desinibida e divertida. Além de tudo, um desafio profissional pra mim, que estou habituado a mediar debates com um número bem menor de participantes e com uma dinâmica bem mais formal. Em suma: curti muito a gravação!
Entre os assuntos discutidos, falamos dos espaços que as mulheres têm conquistado em nossa sociedade. Felizmente, são muitos os avanços; embora, numa sociedade machista, ainda haja muito preconceito em relação à condição feminina.
Mas aí, chego de volta à redação e me deparo com essa notícia. Uma mulher apedrejada por ter, supostamente, cometido adultério.
Sim, senhores. Em pleno século XXI! É de dar vergonha em qualquer ser humano ou não é?

Curta...

Ronaldo disse ontem que a preparação do Brasil para a Copa de 2006 foi um circo.
Faz sentido. O resultado da Copa da Alemanha foi mesmo uma tremenda palhaçada...

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Dado x Luana: o amor nos tempos de cólera...

A notícia do dia nos sites especializados em celebridades foi o fim do noivado de Dado Dolabella e Luana Piovani. Segundo o Querido Leitor, Luana e sua camareira foram agredidas pelo ator durante uma festa na boate 00, na Zona Sul do Rio. A camareira estaria, por conta disso, com os dois braços imobilizados.
Hoje, a própria atriz postou em seu blog que "ia casar com alguém que não conhecia"...
Não vou emitir opiniões sobre o comportamento do Dado, até porque não me cabe esse papel. Mas essa declaração da Luana me chamou a atenção. Afinal: quando podemos dizer que conhecemos alguém suficientemente? Quem nunca achou que conhecia uma pessoa e, de repente, acabou surpreendido por uma atitude, por um posicionamento ou mesmo por uma mudança repentina de postura?
A experiência me diz que as pessoas são muito imprevisíveis. E que a carência acaba, em alguns casos, nos fazendo tapar os olhos para as diferenças que podem inviabilizar uma eventual relação. A receita pra reverter isso eu não tenho. Mas espero, honestamente, que nem todo mundo precise ser estapeado para descobrir que a suposta alma gêmea é, na verdade, uma alma penada...

domingo, 26 de outubro de 2008

A César o que é de César...

A foto eu peguei lá no G1...
Esse número, tão emblemático, é o número da seção eleitoral do atual prefeito do Rio...
É mole?
Fosse eu um amante dos ditados populares, diria que uma imagem vale mais...enfim, vocês sabem, né?

Era uma vez a fazenda da arte...

Esse é mais um post sugerido pelo Brit, que é um dos seguidores do B@belturbo. Nosso leitor Made in England escreveu pra HotLine do blog pra me contar a história dos porquinhos tatuados...
Não, não...essa não é mais uma historinha infantil! Não tem nada a ver com Hans Christian Andersen e tão pouco com os Irmãos Grimm. O responsável pela história - real, aliás - é Wim Delvoye, um belga radicado em Pequim. Sem nada melhor pra fazer da vida, o cara passou a sapecar tatuagens nos pobres suínos, e afirma que acha "incrível" ver o crescimento dos porquinhos tatuados.
Há até uma exposição com os bichinhos, chamada Art Farm - Fazenda da Arte. Os porcos, expostos vivos, não devem entender nada, claro! As obras de Delvoye não estão a venda, mas, depois que os porquinhos vão chafurdar no andar de cima, o tatuador vende suas peles. E chega a faturar até 60.000 libras britânicas por cada uma.
Sinceramente, acho esse cara um doido! E, mais: se os porcos sentirem dor no processo, além de doido, vou achá-lo um sádico também! E, mais: se quem comprar essas peles souber disso tudo, vou achar que trata-se de um doido, sádico, insensível e sem nada de melhor para gastar o dinheiro!
Sem falar que não faço idéia do que alguém vai querer fazer com uma pele de porco tatuada!
Pena que, na história dos porquinhos tatuados, o final feliz não é garantido para os protagonistas, né?
Se quiser ver mais imagens das obras do Wim Delvoye, basta buscar por "Tattoed Pigs" no Google. Ou visitar o site do artista...
Brit, mais uma vez, obrigado pela dica!




E se você, de qualquer parte do Brasil ou do mundo, quiser sugerir posts aqui pro B@belturbo, escreva pra HotLine do blog.

Lição de sábado...

Fui à praia ontem de manhã, bem cedinho. Na Barra. Estava muito nublado - como mostra a foto aqui ao lado - e os andares mais altos dos prédios nem podiam ser vistos: estavam cobertos pela neblina. No calçadão e na ciclovia, passavam pessoas agasalhadíssimas - para terem uma idéia, vi até um cara de cachecol!!!
Depois de uma espera longa pelo sol - enquanto caminhava - pintou um mormaço e lá fui eu pra areia. Estava muito cansado e dormi na cadeira. Acordei com um sol escaldante. Ainda não tinha passado protetor solar.
Passei depois, mas era tarde...
O resultado vocês podem avaliar, né?

Está se perguntando qual a lição? Revelo: nunca mais subestimar o poder de fogo de um mormaço inocente...
Mas, cá entre nós, eu posso estar ardendo; mas o cara do cachecol era um exagerado! Não tava frio pra isso também não...!

E, mais uma vez, as urnas falaram...

Altíssimo o percentual de abstenções no segundo turno carioca. Pensar que 20% dos cidadãos da cidade deixaram pra trás a oportunidade de definir os rumos que o Rio tomará nos próximos quatro anos demonstra, além de um certo desencanto com a política, um completo desapego com o nosso lugar. É claro que há, sempre, os que são impedidos de votar por algum imprevisto. Mas, segundo especialistas do próprio TRE, esse índice tem variado - nos últimos pleitos - entre 12 e 14%.
Os 6% que se somaram à essa estatística hoje poderiam, por exemplo, ter mudado o resultado das urnas...
Resultado que gerou protestos na blogosfera: Rosana Hermann, por exemplo, fechou seu blog por hoje - e vale lembrar que trata-se de um dos blogs mais visitados do país. Em protesto, ela anuncia que só volta a postar amanhã...
Fato é que a democracia é assim. E que é soberana a vontade de maioria - mesmo quando ela é tão pequena, como no caso do Rio. Agora, cabe a todo carioca o papel de fiscal, acompanhando permanentemente os passos tomados pelo prefeito eleito; cobrando o cumprimento de suas promessas e, claro, torcendo para que ele possa fazer um bom governo.
Porque se o resultado das urnas apontou uma divisão tão marcante nas concepções políticas dos cariocas, num ponto todos devem concordar: o mais importante é que a Cidade Maravilhosa seja bem cuidada...

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

'Que vontade de apertar, apertar, apertar...'

Essa é uma história real, mas os nomes citados são todos fictícios, ok?
Entrei na van, na volta pra casa. Era quarta-feira. Calorão, ar condicionado ligado e eu ia me preparando pra começar a ouvir música no mp3 quando, súbito, a conversa de um colega de viagem chamou minha atenção. Ao telefone e, felizmente, tentando falar baixo e parecer educado, ele parecia indignado:
- Mas, Valéria, como a Estephanie Patrícia fez uma coisa dessas? Me diz! Como uma menina de 3 anos estrangulou um coelho?
Fiquei chocado! Duplamente! Primeiro, com o nome da criança, que era tão esdrúxulo quanto esse que inventei. Depois, claro, pela ação cometida pela aprendiz de felícia. E, sei que é feio, mas fiquei mais atento ao papo:
- Valéria, peloamordedeus!!! Três anos! Ela enfiou essa corda no pescoço do coelhinho e saiu apertando? Como? - indagava o sujeito, carregando no tom dramático e afetuoso ao falar no coelhinho.
E seguia:
- Ah, ela pegou a corda no armário?
Do outro lado da linha, Valéria, suponho, dizia alguma coisa...
- Meu Deus! Ela fez isso? Saiu arrastando ele, como se tivesse puxando pela coleira?
E tome Valéria relatando o delito...
- Nossa Senhora! A cabecinha dele virou pra trás, é? (pausa) Ficou com a língua de fora, Valéria? (pausa) Tadinho do bichinho, deve ter sofrido pra caramba!
Eu já estava horrorizado. Tinha desistido de ouvir a (trágica) história quando, para minha surpresa, o sujeito elevou o tom de voz:
- Sabe por que isso aconteceu, Valéria? Por causa dessa frescura tua e da tua mãe, de deixar o bicho preso! Se deixassem o coelhinho solto pelo quintal, ela ia brincar com ele e não teria essa necessidade de arrastá-lo. Aliás, nem ia conseguir, porque coelho corre pra burro! Mas foram deixar o bichinho no viveiro, aí foi mole pra ela...
Novamente, hora da intervenção de Valéria. E o sujeito, outra vez com a voz macia, concluiu:
- Tá bom então! Pelo menos nos livramos de um problema! Daqui a pouco eu chego aí, tá? Um beijo, te amo!

Moral da história: deduzi que Valéria e o tal sujeito eram os pais de Estephanie Patrícia. E, pelo fim que a conversa teve, passei a achar até normal que a pequena assassina tenha eliminado o primo do Pernalonga de maneira tão fria. E imagino que ela responderia coelho à pergunta que fiz no final desse post...
PS.: Prometi a mim mesmo jamais deixar de ouvir minhas músicas pra prestar atenção na conversa alheia...

Plantão MSN...

Madrugada de sexta para sábado. Três amigos conversam no msn sobre a prolongada solteirice e sobre a, digamos, falta de acabamento das pessoas disponíveis no mercado. É quando alguém levanta a velha lebre da beleza interior...
E outro, indignado, encerra a questão:
- Quem gosta de beleza interior é decorador!!!
Como diria o colunista, pano rápido.

Mudanças na CBN...

A notícia do dia para o mercado de jornalismo do Rio de Janeiro foi a supreendente demissão de Sidney Rezende da CBN. Soube no meio da tarde e fiquei espantado. Sidney é daqueles profissionais que dispensam apresentações e para os quais faltam adjetivos. Além disso, é um caso raro de total identificação com o veículo e com a empresa. Para muitos ouvintes, tenho certeza, será estranho ouvir a "rádio que toca notícia" e não escutar a voz do Sidney.
Mas essa renovação é característica do rádio. Foi assim com Haroldo de Andrade que, ainda produtivo, foi substituído das manhãs da Rádio Globo. Haroldo tinha um talento ímpar. E, agora, é a vez de Sidney, outro grande comunicador, ficar longe do microfone que o consagrou.
Honestamente, lamento. E torço para que os envolvidos nessa história consigam achar novas oportunidades. E que essas possam trazer bons frutos...

Da série: "agora a coisa vai!!!" 13

É o fim da hipertensão, minha gente! E a saída está no ar! No ar meio fedido, é verdade, mas...
Não entendeu? É que a Science - uma das revistas científicas mais conceituadas do mundo - publicou um estudo que comprova que um gás presente no pum pode ajudar a tratar a pressão alta.
Nesses tempos de crise global, aposto que já tem muita gente pensando em engarrafar e vender o gás, no melhor estilo produção artesanal...
Quem diria, hein?

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Vocês por aqui!

Turma, adicionei ao B@belturbo uma funcionalidade bem bacana, que pode ajudar a entrosar ainda mais a comunidade que passa por aqui. Ali ao lado, na coluna da direita, há agora o espaço "Leitores + assíduos". Quem quiser, pode clicar ali e passar a ser um seguidor do blog. Com direito, inclusive, à exibição de fotos de vocês nesse mural.
Confesso que não entendi direito o processo, mas, de alguma forma, vocês também passarão a ser informados sempre que novos posts pintarem por aqui...
Enfim, achei que a brincadeira pode ficar bem interessante. Bora brincar?
E aí? Quem será o (a) primeiro (a)??? Foi dada a largada!!!


E se ninguém topar, beleza! Ficarei magoadíssimo, mas saberei entender...rs!

Sobre o Salto de ontem...

Alguns de vocês já sabem que, na TV, parte do meu trabalho é apresentar o Salto para o Futuro, da TV Escola. E, na minha opinião, não há nada melhor nessa tarefa do que sair do estúdio com a certeza do dever (bem) cumprido! Ontem foi um desses felizes dias! Tive a oportunidade de mediar um debate sensacional sobre Literatura, Gênero e Homossexualidade e, de quebra, ainda falamos das geniais Rachel de Queiroz e Lygia Fagundes Telles; e do grande Caio Fernando Abreu.
Não tenho nenhum pudor em elogiar o programa - e, vejam bem, não é um auto-elogio! Digo isso porque, mesmo como espectador - privilegiado, ali, de pertinho - pude ver uma troca de idéias fascinantes de três especialistas cheios de histórias pra contar e com uma enorme generosidade para repartir esse conhecimento comigo e com todos os que puderam acompanhar o debate.
O tema é fascinante e, ao mesmo tempo, assustador. A gente percebe que ainda há muito o que avançar como sociedade quando, em pleno século XXI, ainda é preciso brigar para garantir que mulheres e homossexuais tenham reconhecido o talento para a arte literária e, mais que isso, tenham seus discursos legitimados. E é exatamente esse assombroso atraso que torna ainda mais importante a discussão sobre essa temática.
Sim, minha gente: tenho orgulho do meu trabalho!
E não custa lembrar: o Salto vai ao ar de segunda a sexta, às sete da noite, na TV Escola (canal 112/Sky). Na TV Brasil, rolam reprises diárias, às 08:45h da manhã. Quem quiser conferir, está convidadíssimo!
;)

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Os garçãos du mel Brazil...10

Quem diria, minha gente, que a série mais bombada do B@belturbo chegaria à décima postagem? Confesso que lá em agosto, quando comecei essa brincadeira, não imaginava que teria assunto para tantos posts. E, justiça seja feita, tamanha assiduidade se deve à enorme capacidade criativa do nosso querido herói-da-caneta-atrás-da-orelha.
Curiosamente, aliás, a variação de hoje é quase uma repetição do post inicial da série. Quase, claro! Nosso herói até erra, mas nunca repete o mesmo erro! O hômi é inteligente; não persiste no erro!

E, cá pra nós, um acento faz toooooda a diferença, né não?
Aguardem os próximos capítulos da nossa saga! Afinal, se a criatividade dele não tem limites, a minha fome também não! E muitos lanches vespertinos ainda estão por vir...

Fatiando o pepino?


Pra ler, clique na imagem

Recebi essa pérola por e-mail (obrigado, Paulo). Se você tiver um tempinho sobrando, leia. O mais curioso é que o senhor - que resolveu fazer do orifício localizado no fim do tubo digestivo uma espécie de saladeira - faz questão de afirmar com veemência: "não sou veado! Foi um momento de fraqueza!"
Então tá combinado, né?
Mas, confesso...embora continue achando bizarro, acho esse episódio do pepino bem menos esquisito que aquele outro, da batata...

Da série: "a pergunta que não quer calar..." 27

Rapidíssimo:
Todo mundo acha estranho o Jô ficar falando, no próprio programa, das peças que ele dirige no teatro? Passa a sensação de venda-casada ou eu tô de implicância com o Gordo?

Não é fantástico!!!

Joyce Pascowitch e a turma do Glamurama anunciam: Glória Maria vai virar cantora! O CD, ameaça a ex-apresentadora do Fantástico, deve ter samba e bossa nova.
Eu não ouvi, claro! Mas já não gostei!!!
E digo mais: se eu fosse um cara muito venenoso, perguntaria se o Pedro Bial vai ganhar um exemplar autografado...mas não sou venenoso, sou do bem!

Será subliminar?

Será que São Pedro vota no Kassab?
Rs...claro que é piada. A notícia real (e completa) está aqui.
Não resisti à piadinha...
:)

Agora é guerra?

O Blog do Noblat é um daqueles que visito sempre que tenho um tempinho. Dispensa apresentações, mas vale apenas dizer que o empenho do coleguinha em ter sempre notícias frescas por lá é uma aula pra qualquer blogueiro. Pena que, vez em quando, as notícias que a gente encontre por lá sejam tão desalentadoras. Como a que encontrei agora...
Não bastasse a campanha "apócrifa" que vem sendo feita contra a candidatura de Fernando Gabeira - como diz o Noblat, estimulando "os baixos instintos das pessoas" - cujos panfletos têm sido diariamente apreendidos pela fiscalização do TRE - em muitos casos, em comitês do candidato rival - agora, segundo o Noblat, surge um novo e preocupante fato: as filhas de Gabeira estariam sendo seguidas por pessoas estranhas. O episódio, suspeitíssimo, teria levado oficiais do BOPE a se oferecerem para atuar como seguranças delas.
Pergunto-vos: onde estamos? Aonde vamos parar?
Sinceramente, não há outra imagem para colocar nesse post, que não a da sábia Regina...


'Solte suas feras...'

Acabo de ler uma notícia sobre um filhotinho de panda. E lembrei de um amigo (e leitor) que questiona profundamente a presença dos pandas neste planeta.
Pra começo de conversa, esse é um post politicamente incorreto, admito. Portanto, seja honesto, despoje-se de qualquer tipo de culpa e leia com o coração aberto. É assim que estou agindo ao escrever.
Acho que todo mundo tem implicância por algum tipo de animal. E me refiro apenas aos animais mesmo, deixando os insetos de fora da lista. Esse "desprezo" pode ter várias razões: há quem, por exemplo, não goste dos bichinhos "fofinhos". Bichos mais nojentos, como porcos e hipopótamos - esses, nada fotogênicos - também são alvo desse desapego.
Bom, como eu não encontro hipopótamos, rinocerontes e afins pelas ruas, serei prático: adoro gatos. Mas não consigo encontrar nada mais insuportável no reino animal do que a gritaria dos felinos durante o ato sexual! Vocês já repararam isso? Meu Deus!!! Ou os gatos são muito selvagens ou as gatinhas são muito escandalosas! Porque, honestamente, aquela sinfonia de gritos e gemidos é enlouquecedora.
E você? Tem algum bichinho que desperte a sua ira profunda? Ou que tenha algum hábito que te deixe maluco? Comentaê! E que o Ibama não nos ouça...

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Realismo fantástico?

Eita!!! Essa história do reconhecimento do pai da Eloá como integrante de um esquadrão da morte lá de Alagoas é a bomba do dia! Sônia Abrão & cia terão pauta para matérias intermináveis.
Minha gente! Uma reviravolta dessas nem Janete Clair poderia imaginar, hein? E olha que uma vez ela fez até um terremoto pra dizimar os personagens de uma novela que não estava agradando...
Se for verdade, só lamento pelos irmãos da Eloá. Uma cacetada atrás da outra! Difícil...
Mas, cá entre nós: ô vida mais imprevisível!!!

Pane do relógio biológico...

Essa virada para o horário de verão, definitivamente, não me fez nada bem! Ontem, depois de uma cochilada de uma horinha - nem vi o CQC, o que é razão de tristeza pra mim - acordei ligadaço e completamente sem sono! Resultado: passei a madrugada inteira em claro e os primeiros bocejos só surgiram quando já passava das quatro e meia da manhã!
Acordei às sete...
E tenho um programa pra apresentar, ao vivo, às sete da noite!
REZEM POR MIM, OK?rs...
E, diga lá: você também sente os efeitos da mudança de horário assim, de forma tão drástica?
Eu hein! Logo eu, que adoro dormir...
Imperdoável! Tô garrando muito ódio desse horário novo!!!

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Quando a TV passa dos limites? 2

Quem tiver interesse nos exageros da cobertura da mídia sobre o caso do sequestro em Santo André precisa dar uma olhada nesse vídeo. Foi editado por um pessoal da comunidade Abertura de Novelas, do Orkut. É um trecho do programa Hoje em Dia, da Record, no qual o promotor do caso passa uma descompostura na mídia em geral e diz, claramente, que as insistententes ligações em busca de entrevistas exclusivas do sequestrador influenciaram no desfecho do caso, uma vez que a própria polícia tinha dificuldades de entrar em contato para negociar com Lindemberg.
Britto Jr saiu em defesa da Record e disse que a emissora faz uma cobertura "intensa, mas nunca sensacionalista". E Cris Flores questiona as razões que levaram a polícia a não cortar a linha do sequestrador para, assim, evitar os abusos da imprensa.
Eu tenho a minha opinião. E discordo da Cris! Acho que a mídia pode - e deve - se controlar sozinha. E, infelizmente, foi tudo o que ela não soube fazer nesse caso...

Quando a sensibilidade passa ao longe...

Caramba! Fiquei impressionado com um vídeo da TV UOL sobre o velório da jovem morta pelo ex-namorado lá em Santo André. Além do grande número de visitantes, me espantou a falta de sensibilidade de parte deles. Dá pra acreditar que, num caso tão chocante, tem gente indo pra lá e tirando fotos da menina dentro do caixão? Até um senhor de meia idade, frustrado por ter sido impedido de parar diante da urna, reclamou com o repórter por não ter feito sua foto ("pra mostrar pro povo lá de casa") e anunciou que iria enfrentar a fila quilométrica novamente só pra conseguir o registro.
Semancol nenhum, né? Deus me livre!

A casa virtual do Brit...

Turma, o barato dessa história de blog - além da relação que a gente acaba estabelecendo com quem nos lê - é essa rede que acaba se formando, com aqueles blogs que gostamos de visitar todos os dias.
Hoje, lá pela HotLine, o Brit me disse que, pra ele, o B@belturbo é um desses blogs. E, vejam só, me contou que também tem um, o The brits virtual house. Achei um barato e, desde já, tá na lista do vale a pena ler também, na nossa bombada coluna da direita. E adianto: pra quem quiser treinar o inglês, o blog do Brit é todo escrito na língua da Rainha da Inglaterra.
Let's enjoy it?
Hugs, Brit!

Bola pra frente, Ivetuda!

Puxa...minha musa perdeu o bebê. Que triste!
Eu tenho particular interesse pelo amor materno. Por esse sentimento tão forte que as mulheres desenvolvem desde que, ainda pequenos brotinhos, passamos a ser parte delas...
Acho que esse interesse tem origem no fato de ser parte de uma família de mulheres, todas cheias de defeitos e qualidades - claro - mas inequivocadamente apaixonadas por seus filhos e ferrenhas representantes do tal instinto maternal.
Por isso, lamento por Ivete, que tão logo soube da gravidez, correu para dividir essa felicidade com sua legião de fãs. E torço pra que, logo, logo, essa baiana tão gente boa tenha a alegria de carregar naquele ventre cheio de axé, um baianinho tão porreta quanto ela...
Ah, e se superstição serve pra alguma coisa, dizem que a mulher deve evitar qualquer anúncio de gravidez antes do terceiro mês. Não sei se há fundamento mas, se não ajudar, certamente não deve atrapalhar, né?

E começa mais uma semana...

O assassinato de Arthur Sendas, num dos endereços mais nobres do Rio de Janeiro, deixa claro que a violência se espalhou por todos os cantos dessa cidade. De um jeito ou de outro, por um motivo ou por outro, todos somos vítimas do caos que se estabeleceu no Rio; não importa se numa comunidade dominada pelo tráfico ou no Leblon, num quarteirão permanentemente vigiado por câmeras de um circuito de segurança.
Tá tudo dominado, minha gente! E não é pelo Estado...

domingo, 19 de outubro de 2008

Valeu, Ana Maria!

Assim que soube do trágico desfecho do sequestro lá de Santo André, pela Globo News, escrevi um post. Ontem, Ana Maria, uma querida amiga da TV, escreveu um belo comentário nele. Quem quiser ler, é só clicar aqui.
Ana, concordo contigo! Não vejo nada de amor nessa história e achei abomináveis as colocações de diversos profissionais da (e na) mídia que tentaram naturalizar esse episódio, atribuindo a esse sentimento tão sublime a responsabilidade por um ato tão covarde e torpe.
Pra mim, não vale tudo por amor! E, confesso, também não engulo essa história de amor cego não...
Enfim, acho que a visão da Ana Maria é muito feliz. E deve ser compartilhada com essa turma legal que passa todos os dias por aqui. Tenho por hábito responder a todos lá nos comentários, mas, dada a força desse caso, aproveito pra dividir o texto da Aninha com todos e, com isso, agradecer a todo mundo que comenta por aqui. A graça do blog está exatamente nessa troca, cada vez mais bacana, que a gente tem conseguido fazer...
Bj pra você, Ana Maria!

O delicioso lançamento de Marisa Monte...

Não é proibido, o novo single da carreira de Marisa Monte é uma bobagem. Mas é uma bobagem tão deliciosa quanto as guloseimas enumeradas pela cantora na letra. Com um arranjo gostoso, a música remete a antigos sucessos de Tim Maia, como Chocolate e Do Leme ao Pontal - aquela que juntava guaraná, suco de caju e goiabada para a sobremesa...
A letra, descontraída, gruda que nem chiclete. E, com tantos doces na canção e com tantas execuções nas rádios, o novo CD/DVD da cantora deve garantir um lançamento bem gordo...

sábado, 18 de outubro de 2008

Desencontro à primeira vista...

Cigarro aceso na boca, olhava para o espelho no teto e buscava palavras para se dirigir a desconhecida que (tanto prazer) havia acabado de lhe dar. Não encontrou nenhuma e seguiu em silêncio, escaneando o ambiente com o olhar.
A luz do fim de tarde não entrava no quarto, protegido pela grossa cortina de veludo vermelho que pendia do teto. Ao lado da cama, onde imaginou que muitos outros o haviam antecedido, um abajur cor-de-rosa repousava sobre uma pequena mesinha de cabeceira, onde jaziam os utensílios da profissional.
Era a primeira vez que pagava por sexo. Era a primeira vez, em mais de vinte anos de intensa vida sexual, que se sentia tão constrangido, tão sem-rumo. Linda, a mulher ao seu lado não era sua. Sequer sabia o nome verdadeiro da moça, em quem tinha esbarrado acidentalmente no bar. Lá, ela se apresentou como Diana. Fascinado pela beleza, pela voz e pela pele macia daquela bela jovem, se perguntava que tipo de assunto deveria puxar. Aliás, será que se conversa numa hora dessas? Queria, tinha vontade de saber mais, de escutar mais aquela voz; enfim, de fazer qualquer coisa que pudesse garantir que aquele momento fosse prorrogado. Quem sabe, que aquele fosse apenas o primeiro encontro dos dois. Mas o instinto dizia apenas que o silêncio era mesmo a melhor alternativa...
+ + +
De olhos fechados, ela tentava controlar o batimento acelerado de seu coração. Ainda não estava habituada ao ofício, mas sabia que, daquela vez, o desconforto tinha uma razão diferente: pela primeira vez, naqueles difíceis seis meses na vida, um homem tinha conseguido lhe dar prazer. E isso nada tinha a ver com a (excelente) performance dele. Tinha a ver com aquele olhar...
Sentiu isso de cara, quando avistou aquele belo homem, meio sem jeito, chegando com dois amigos. Não demorou para que os companheiros se juntassem a outras meninas e o deixassem perambulando, com cara de quem está perdido numa cena errada, sem saber onde colocar as mãos e, menos ainda, pra onde voltar os olhos.
Olhos que a fizeram se derreter. E, cheia de coragem, ir até o bar, ao encontro daquele homem tímido que tanto a instigava. Sem estratégia melhor, optou por esbarrar nele e, fascinada por aquela voz de homem e, sobretudo, pela educação e pela conversa quase inocente que levaram durante quase uma hora; não teve dúvida de que queria ser dele naquela noite. Desbravando os próprios medos, apresentou-se com o nome de batismo, beijou muito e se permitiu fazer coisas pelas quais cobrava caro - e fazia, apenas, com os poucos clientes que lhe pareciam pessoas dignas.
Ali, ao lado dele na cama, chegou a ansiar por um novo momento em que ele a tocasse, acariciasse seus cabelos e a puxasse pra junto de si. Esperou pela hora em que aquela voz máscula iria novamente penetrar seus ouvidos, dando continuidade ao delicioso papo que tinham começado no bar. Fazia pouco tempo, tinham acabado de gozar. Ele falaria, claro que sim...estava na cara que ele era diferente de todos os demais...
+ + +
O cigarro acabou. E as palavras que iriam lhe tirar daquela embaraçosa situação não vieram. Teve vontade apenas de acariciá-la, mas teve receio de que qualquer tentativa fosse repreendida por ela. Era uma profissional, caramba! E o acordo feito tinha sido cumprido! O serviço, meu caro, já foi prestado!
Num impulso, virou-se pra ela...numa fração de segundos, pensou em beijá-la...
Receptiva, ela abriu os olhos e sorriu por percebê-lo novamente tão próximo...
Foi quando o celular dele tocou. Assustado, levantou-se para buscar o aparelho dentro do bolso do paletó, jogado pelo chão do quarto. Acendeu as luzes e Diana, ainda nua, envergonhou-se. Era a mulher dele, claro, ela pensou.
Não era. Era do escritório. Beto se esforçou para falar rapidamente e se liberar para voltar ao ponto em que tinham parado.
Quando voltou, Diana já abotoava o sutiã. Agora, era séria. Nem olhou mais em seus olhos. Terminou de colocar a roupa e estendeu a mão; queria seu dinheiro.
Ele deu. Deu até um pouco mais que o combinado...
Com os olhos molhados, ela notou a gorjeta e o achou o maior dos babacas que já tinha conhecido. Trocaria todas aquelas cinco notas de cem por mais um abraço e um beijo, como ele não percebeu?
Saiu do quarto batendo a porta. Beto, estranhando a própria tristeza, achou-se um imbecil por tecer qualquer esperança vã de amor com uma mulher como aquela...
Se vestiu e saiu quando o sol já estava se pondo. Nunca mais voltaria a um puteiro em toda a sua vida...

Golaço do Casagrande!

Muito importante a entrevista do Casagrande ao Altas Horas, falando da sua grave dependência química. Importante porque, além do alerta a todos os que acham que podem experimentar uma coisinha qualquer e deixar de usar assim que der na telha, demonstra claramente que o star system é tão vulnerável quanto qualquer mortal diante das drogas.
Essa credibilidade é algo importante quando utilizada em causas dessa natureza. E, infelizmente, isso não é muito comum aqui no Brasil. Quantos famosos vocês já viram falando abertamente desse tipo de problema? E não são tão poucos os casos de dependência química - inclusive noticiados pela mídia - entre os famosos.
Enfim, ponto para o Casagrande! Pela coragem, pela força e por dividir com tanta gente essa luta...

'Tutto il futuro ne arriderà'...*

Fiquei surpreso e muito contente com um presente que recebi na sexta: a gravação de La Traviata, de Verdi, estrelada por Maria Callas. Não sou um grande conhecedor do gênero, mas sei que se trata de uma pérola para todos os que apreciam a boa música.
O mais gostoso - além de ouvir Callas, uma cantora cuja voz parecia não ter limites - é conhecer a história e imaginar a beleza dessa arte que une canto, interpretação e dança. E, mais ainda: constatar que, se hoje é quase um sinônimo de erudição, a ópera já foi popular; universal. La Traviata é, inclusive, uma das mais populares peças assinadas por Verdi.
Bem resumidamente, trata-se da história de Violetta, a amante mantida por um cavalheiro, cercada de mimos e inspirada em A dama das Camélias.
Minha gente, é um primor! Quem não conhece - e digo isso com a honestidade de quem, há pouco, também desconhecia - precisa se esforçar pra conhecer. Fiquei tão empolgado que fiz uma busca no YouTube e encontrei um filme, de 1958, apresentado como o único registro audiovisual de Maria Callas interpretando Violetta. O valor do filme se torna ainda maior se considerarmos que Callas foi aclamada como a melhor Violetta de todos os tempos...
Pra quem se empolgar, eis o vídeo aqui:



Paulo, mais uma vez, obrigadíssimo pelo presente. E bela nobreza de sua "boa intenção"...rs!

*O título do post é uma das frases ditas por Violetta, no finalzinho de sua saga. Em português: "o futuro nos sorrirá". Bonito, não?

Eloá teve morte cerebral

Foi há menos de 30 minutos. Acabo de ver no plantão da Globonews. Muito triste, mas já era previsto que esse fosse o desfecho do caso.
Lamentavelmente...
Que Deus conforte a família e todos os amigos - jovens como ela. E que essa menina possa descansar em paz.
E, é claro, que o criminoso que fez isso pague pelo crime que cometeu...

Ah, a política...

Se você for eleitor do Rio e tiver um tempinho, leia isso.
Então a candidatura do partido, no primeiro turno, recebeu menos que o candidato da coligação apoiada no segundo turno?
Ué...então não era pro candidato do partido ganhar, é isso? Coitado do Molon...
Estranho, hein?

Quando a TV passa dos limites?

No vídeo acima, uma das polêmicas entrevistas dadas por Lindemberg Alves durante o sequestro lá de Santo André. Foi ao ar no programa da Sônia Abrão. Fiquei impressionado com a "intimidade" que o repórter tenta demonstrar com o sequestrador, chegando a chamá-lo, algumas vezes, de "velho" e "querido".
Depois, num debate realizado no estúdio do programa, um dos convidados diz esperar que o "caso acabe em pizza, com um casamento futuro entre Lindemberg e a namorada".
Como assim, minha gente?
Talvez eu esteja sendo repetitivo, escrevendo muito sobre esse caso, mas é porque o episódio realmente me parece emblemático; dá a exata medida do quanto nós, da mídia televisiva, estamos perdidos numa busca por pontos (no Ibope) e furos (de reportagem). Embora eu ache absurda a abordagem feita pelo A Casa é Sua, da Rede TV!, sei que Globo e Record também exibiram entrevistas com o Lindemberg. Pra mim, as três erraram feio! Principalmente por ocuparem espaços e tempos que deveriam estar sendo utilizados pela autoridade competente para conduzir as negociações.
Vi a entrevista que a Globo exibiu no Mais Você - não sei se era inédita no programa, ou um tape - e, embora descabida, não fugiu à idéia do jornalismo; a repórter se limitou a entrevistar o rapaz sobre as motivações dele e em momento algum se arvorou a negociar qualquer tipo de coisa
Na Record, no Hoje em Dia, eu só vi o apresentador Britto Jr. dizer que Lindemberg não poderia ser tratado como um bandido comum. Sim, claro! Depois de tanta exposição, ele virou um bandido vip, né?
Enfim, muita gente tá perdida na telinha. E, mais uma vez, vale elogiar a surpreendente posição do Datena, que não só não entrevistou o sequestrador como ainda vociferou contra os que o fizeram, em especial a apresentadora Sônia Abrão, da Rede TV!. Pessoalmente, eu também não tenho nada contra Sônia. Só acho que a voz dela, doce e afetuosa, destoa muuuuito de um programa que vive para explorar toda e qualquer tragédia de que se tenha notícia.
Só lamento que, muitas vezes, os telespectadores acabem premiando esse tipo de atração com preciosos pontinhos no Ibope...

E você? O que acha? Em casos como esse, qual deve ser o limite da cobertura da mídia televisiva? Esse debate é fundamental e toda a sociedade deve participar dele! Por isso, botem a boca no mundo!!!

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Que tristeza...

Sigo aqui, conectado, lendo sobre o caso do sequestro lá de Santo André. A entrevista coletiva concedida pela neurocirurgiã do hospital onde a jovem está sendo atendida é, no mínimo, desalentadora. E, se somada ao prognóstico feito mais cedo pela diretora do hospital, deixa realmente poucas esperanças de que a vítima saia bem desse lamentável episódio.
Fico pensando nos pais dessa menina, coitados...alheios ao que se passa com a filha, dopados, sem consciência do tamanho do drama que vivem. Muito, muito triste tudo isso...

De boas intenções...

Sequestro no ABC Paulista é notícia até na madrugada-gospel da Record...
Minha prima me liga e avisa:
- Põe na Record! Ninguém merece o Fala que eu te escuto discutindo essa história do sequestro lá em São Paulo!!!
Botei na Record, fotografei a TV e tô subindo esse post com um orgulho danado dessa menina! Porque, realmente, ninguém merece o Fala que eu te escuto se aproveitando desse drama da vida real pra levantar o Ibope da madrugada, né?

A tragédia dos erros...

É inadmissível que, depois de 100 horas, a população do país assista a um desfecho tão trágico para esse episódio de Santo André. Esse sequestro - na verdade, um cárcere privado - já entrou para a história como o mais longo do tipo em São Paulo; e uma das mais equivocadas atuações da polícia; que agora se mostra tão despreparada como no caso do Ônibus 174, no Rio.
Não consigo entender como a polícia permitiu que o sequestrador ficasse mais de 24 horas sem qualquer contato com os negociadores. Não consigo entender como a polícia permitiu que a amiga da namorada do bandido voltasse ao apartamento e, assim, voltasse à condição de refém. Não consigo entender como a polícia permitiu que apresentadores de televisão entrevistassem o sujeito e, pior, não consigo entender em nome de quê esses profissionais se permitiram participar de mais esse caso em que um criminoso teve, na TV, espaço de popstar.
Em nome da justiça, vale dizer que a postura de José Luiz Datena, hoje, foi corretíssima! Enquanto as imagens do resgate das duas jovens eram exibidas, o apresentador se esforçava para não tornar ainda maior a sensação de que uma grande tragédia tinha acontecido. E, quem diria, deu uma aula de ética e de responsabilidade a colegas de outras emissoras, que entraram no oba-oba do caso.
Por fim, não consigo entender como a assessoria de comunicação do Governo de São Paulo, num caso tão emblemático, divulga erroneamente a morte da vítima, sabendo que a imprensa e os cidadãos do país inteiro estavam de olho no caminhar dos fatos.
Os especialistas em segurança pública defendem a atuação da força policial - o único senão é a trágica volta da adolescente ao cativeiro - e atribuem toda a complexidade da operação ao estado mental do sequestrador.
Pode ser. Mas quem vai explicar isso aos pais dessas jovens?
Torçamos para que as duas se recuperem...no momento, é o que resta...

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Bang-Bang vespertino...

Infelizmente, o título do post não remete a nenhum filme exibido na Sessão da Tarde...
A imagem do policial escondido atrás de um poste disparando 26 tiros de fuzil em menos de um minuto, a luz do dia, contra traficantes escondidos num morro, durante "operação policial" no Rio de Janeiro é triste. Assisti ontem, num telejornal da Globo, e a cena das pessoas correndo, desesperadas, no meio do fogo cruzado me fez pensar no despreparo da nossa força (?!?!) policial e na sina da população, abandonada à própria sorte nesse cenário de guerra em que se transformou parte da Cidade Maravilhosa.

Da série: "a luz no fim do túnel é um trem vindo pra cá..." 18

Na boa...alguém no universo fazia a mínima questão de saber que o Ary Fontoura - um ator fantástico, vale dizer - toma remedinho pra ter uma "ereção prolongada"? E, pior, que ele ainda tem uma opinião formada sobre qual medicamento funciona melhor?
Mas tudo que já é ruim pode ficar ainda pior. E, no papo, Ary revela que sua única paixão foi uma prostituta. Lindo o amor, né?
Agora, só aqui entre nós, essas celebridades saem por aí dizendo esse tipo de coisa e depois resolvem reclamar! Aposto que amanhã já vai ter paparazzi de plantão na farmácia mais próxima da casa do Ary Fontoura, só pra flagar o ator comprando remédio pra botar o Silverinha pra funcionar!
Cada uma!!!

Axé para baixinhos...

Algumas considerações sobre a gravidez de Ivete Sangalo:
1) Que ótimo! Era um sonho dela e sempre é bom ver gente bacana realizando seus sonhos!
2) Preparem-se para uma enxurrada de notícias sobre cada passo da gravidez da baiana. Pelo que vimos hoje, no primeiro dia da cobertura, a mídia não vai deixar "o evento" passar em brancas nuvens...
3) Completamente dispensável esse tipo de abordagem, do Ego - que chegou a publicar durante a tarde a pérola: "Qual barriga vai bombar mais no carnaval baiano?" - felizmente despublicada. Aproveitar a coincidência de duas cantoras do mesmo gênero engravidarem no mesmo ano, é muito infeliz a idéia de enfatizar uma rivalidade boboca como essa. Sem falar que gravidez é um assunto sagrado, né?
4) E, por fim, uma questão que poderia ser motivo de um post da série "A pergunta que não quer calar...": será que Ivete vai colocar o filhote pra ouvir o temível funk do xixi???
Enfim...o mais novo baianinho do pedaço ainda nem chegou ao mundo mas já está levantando poeira...

Chico, o batatudo...

Frase de uma amiga da TV, ao comparar imagens de Chico Buarque na época dos Festivais da Canção, lá pelos anos 60; a imagens mais recentes do célebre compositor brasileiro:
- Caramba! Ele não tinha esse nariz de batata antes! Olha como ele ficou batatudo, meu Deus!!!
O que dizer? Talvez eu pudesse parodiá-lo e cantar:
"O que será, que será? Que me toma o nariz, o faz embatatar..."
Mas, ciente da minha limitação como compositor, prefiro apenas lembrar a célebre frase de minha amiga Fabi:
- O tempo é uma fábrica de monstros!
No caso do Chico, como diria o Faustão, um monstro sagrado...

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Da série: "a pergunta que não quer calar..." 26

Estava de olho no último debate entre os candidatos à presidência dos Estados Unidos e, de repente, tive um insight. Levantei, peguei o celular e fiz uma foto do republicano John McCain. Depois, pesquisei no Google e achei uma imagem do legendário Dom Corleone...




Observe atentamente a imagem acima...! Observaram? Então, pergunto-vos: McCain já assumiu que tem um irmão gêmeo mafioso? Sim, porque se o candidato-lanterninha não fala com voz rouca, as bochechinhas não deixam dúvidas do estreito grau de parentesco com o homem da máfia interpretando por Marlon Brando, né não?

O dia 15...

Tenho orgulho de ter tido, ao longo da vida, bons professores. Alguns, ótimos. Professores de escolas públicas onde estudei por muito tempo e professores da universidade, privada, onde me formei jornalista.
Admiro a profissão e torço para que ela volte a ser reconhecida e valorizada como uma das mais importantes do nosso país. Acho que posso dizer que é pra isso que eu trabalho também...
Então, a todos os professores que, por ventura, passem aqui hoje: feliz dia dos mestres!
Sorte, saúde e sucesso a todos!

Ainda Madonna...

E não é que o trololó envolvendo a venda de ingressos para os shows da Madonna no Brasil acabou em demissão?
É...na iniciativa privada, dificilmente uma vacilada dessa acaba em pizza!
Enquanto os executivos são defenestrados de seus postos, os ingressos seguem encalhados. Aqui no Rio, por exemplo, os patrocinadores encheram as paradas de ônibus de peças publicitárias dos show. Valia um estudo, porque tenho a impressão de que o Brasil é o único país visitado pela turnê da loira cinquentona em que as entradas para os shows demoraram tanto a evaporar das bilheterias...

terça-feira, 14 de outubro de 2008

M3rd4 no ventilador...quem merece?

A disputa pelas prefeituras do Rio e de Sampa tá cheirando a naftalina! Que fora de moda esse tom rasteiro nas campanhas, minha gente! É candidato tendo que falar em público da sexualidade, é candidata jogando lama no trabalho dos marqueteiros, é candidato trocando os pés pelas mãos e atirando no pé ao falar de subúrbio, é candidato se aproveitando do deslize do adversário da maneira mais boboca e desesperada, sem lembrar de quantas vezes pulou de galho em galho em busca de projeção...
Um espetáculo! Deprimente!
Pergunto-vos: e as propostas? Cadê?
Será que todos resolveram oferecer apenas circo nesse segundo turno? Se for isso, não entenderam os eleitores! Queremos pão! Pão em forma de metas, de objetivos, de proposições para sanar os problemas das duas maiores cidades do Brasil. Esse disse-me-disse não leva ninguém a lugar nenhum!
Francamente!!!

Ladir & Copélia: uma dupla imbatível no humor televisivo...

Experiência a serviço da graça: Arlete Salles e Ítalo Rossi são os donos da cena no seriado criado por Miguel Falabella e Maria Carmem Barbosa...

O episódio de Toma lá, dá cá exibido na noite de hoje pela Globo foi muito bom! O elenco, como tem sido recorrente, esteve primoroso. Mas os destaques - igualmente recorrentes - foram Ítalo Rossi e Arlete Salles. Ele, totalmente Seu Ladir, brilhou na cena em que jogou uma cadeira no chão durante um suposto ataque de testosterona. Hilário!
Já Arlete, alvo de grande admiração de Miguel Falabella, esteve irrepreensível ao longo de todo o programa como a sua já inesquecível Copélia. Mas a reviravolta, quando se apresentou como mulher do velhinho - até então tido como noivo de Isabella - foi sensacional!
Como todo seriado, esse também tem texto irregular. Mas episódios como o de hoje demonstram que a Globo está pra lá de certa ao assegurar a atração em sua grade para 2009.

O desabafo do garção...

Acabo de voltar da famosa lanchonete que frequento todas as tardes - aquela mesmo, cujas comandas estamparam vários posts da série Os garçãos du mel Brazil. Hoje não teve comanda. Teve, sim, um desabafo do nosso herói...
Tudo começou quando eu pedi o achocolatado de sempre, gelado - como sempre! O que veio parecia uma mistura de água suja com detergente e uma pitadinha de ajinomoto. Provei e - óbvio - não gostei. Chamei o garção e fiz a reclamação - com toda a educação que me é peculiar. Ele, com todo o mau humor que lhe é de costume, devolveu:
- Então você vá lá no balcão reclamar com quem fez!
Meu amigo Sérgio diz que sou um santo. Fiz jus à fama: calmamente, lá fui eu até o balcão pedir que outra bebida fosse preparada pra mim. Meu amigo, Gustavo, fiel companheiro nos lanches vespertinos, fez o mesmo.
Voltamos para nossa mesa e, quando a nova versão da bebida ficou pronta, o garção veio servir. Dessa vez batida no liquidificador, a gororoba líquida estava um pouco mais cremosidade. E essa era a única diferença da estranha mistura que nos foi trazida pela primeira vez. Contrariados, mas certos de que as coisas não iriam avançar muito mais que aquilo, engolimos o sapo. E o chocolate (?!?!) gelado.
Foi quando o garção voltou à nossa mesa...
- Quando for assim, vocês têm que reclamar lá! Não é o caso de vocês dois, mas esse pessoal da TV estressa qualquer um! Eu tenho 25 anos de profissão! Já passei pelas melhores casas do Rio de Janeiro! Aí vem essa gente da televisão, estressada, sentam um sete, oito numa mesa e, imaginem só: cada um faz um pedido diferente! Um quer um queijo-quente, outro quer um pão com ovo, outro quer vitamina, outro, um pedaço de bolo...! E eu tenho que gravar tudo! Ora, francamente!!!
É claro que devem ser muitos os malas que vão até a lanchonete para encher o saco do nosso herói de preto&branco. E acho isso lamentável...
Depois do desabafo, eu e meu amigo rimos. E o garção tratou de reforçar sua simpatia por nós dois - fiéis frequentadores da lanchonete. Mas a história - absurda - revela um grande despreparo para lidar com o público. E esse é um dos problemas que os turistas apontam quando voltam aos seus países de origem depois de férias em terras brasileiras. Nossa mão-de-obra, apesar de todos os esforços que têm sido feitos - ainda está longe de atingir níveis aceitáveis de qualificação, especialmente no setor de serviços.
É claro que há exceções; bons profissionais prestando bons serviços. Mas, honestamente, gostaria muito que esse caso, protagonizado pelo nosso famoso garção, fizesse parte do rol das exceções...
Infelizmente, a realidade não é assim...

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Baixaria eleitoral gratuita...

Como assim uma candidata resolve fazer uma insinuação tão pesada e gratuita sobre o adversário?
Fiar-se num suposto preconceito do eleitorado para angariar votos conservadores, a meu ver, é um retrocesso sem tamanho. E em nada contribui para o enfrentamento dos problemas que afetam a vida dos paulistanos.
Acho deplorável toda e qualquer forma de preconceito. E tanto pior quando ele vem a serviço de disputas eleitorais. Candidato bom é aquele que dá exemplo, ou não?
Ainda bem que não voto em Sampa!!!

Da série: "a luz no fim do túnel é um trem vindo pra cá..." 17

Tá na coluna de Patrícia Kogut, publicada em O Globo de hoje: a Globo vai levar ao ar, em forma de especial de fim de ano, uma versão de "Noviças Rebeldes", com mais de mil crianças no elenco e direção de Wolf Maya. Até aí, tudo bem. O que me gelou a espinha foi saber que Xuxa vai estrelar a produção e, inclusive, vai cantar (?!?!?!?!) alguns solos.

Peço desculpas aos fãs da loira mas, depois dessa notícia (ameaça ?) passei a ter certeza de que o povo da Globo não quer que nosso Natal seja lá tão feliz...

domingo, 12 de outubro de 2008

Debate em debate...

Vi o debate eleitoral promovido pela Band na noite de ontem. Finalmente, já que esse foi o primeiro programa do gênero produzido por uma emissora de TV nessa eleição...
Não vou me estender no assunto, mas fiquei com a clara impressão de que, se por um lado, um dos candidatos é apoiado pelo atual prefeito da cidade*; espantosamente, é o adversário que parece ter encarnado todo o gestual e a oratória do atual alcaide.
Estranho...
PS.: O * serve pra lembrar que, sim, essa cidade, por incrível que pareça, teve um prefeito ao longo dos últimos quatro anos...

Em shows, Ivete já promove músicas novas...

Acabo de ver um vídeo amador, publicado no YouTube, com um trecho de um show de Ivete Sangalo no Amapá. A baiana apresentou aos fãs uma das músicas que vai gravar no próximo disco, Pode Entrar. Dalila, de Carlinhos Brown é definida por Ivete como uma "música sobre a mulher que tira a força dos homens".
Além de dar boas risadas com o estilo de Ivetuda, sempre moleca, fiquei feliz com a renovação no repertório da baiana que há tempos vinha precisando de novidades. Cheguei até a sentir no ar o cheiro de hit para o próximo carnaval. E, assumo, já bateu aquela vontade de me mandar pra Salvador...
O refrão diz: "vai buscar Dalila, vai buscar Dalila ligeiro..." e o arranjo remete à música árabe.
E aí? Bora buscar Dalila no carnaval atrás do trio da Sangalo???
PS.: Paulo, nem precisa responder...rs! Já sei das suas opiniões sobre Ivete, sobre música baiana e, claro, sobre Salvador...rs!

Pra Minha Senhora...

Estás comigo onde quer que eu vá, seja qual for o caminho que meus errantes pés decidam seguir. Guias meus passos claudicantes, protegendo-me de rumos inadequados, de infortúnios e da dor. E quando não consigo a clareza para enxergar o que pode ser o melhor destino, carrega-me nos braços, acalma-me o peito angustiado e me faz ver que não há tempestade, por mais intensa que seja, que não tenha por sorte dar lugar aos raios de sol do dia seguinte...
És tu, Senhora, que tenho comigo sempre. E que sei que, todo o tempo, derrama sobre mim o teu amor, as tuas bençãos e, sobretudo, esse olhar de mãe que quer um bem incondicional aos filhos.
Obrigado, minha Nêga!
Por tudo...e parabéns pelo teu dia!

Bandeirada...

Nessa madrugada, vi a corrida de Fórmula 1 torcendo para que o Massa conseguisse avançar pra cima do Hamilton na disputa pelo campeonato. Ele avançou - menos do que eu gostaria - mas o ponto alto da noite foi um comentário de um tio meu, muito comédia. Eu dizia que Rubinho Barrichelo pode se aposentar no ano que vem. E ele, sábio, respondeu:
- Ôxe! Rubinho já tá aponsentado faz uns 10 anos! Ele tá correndo só por hobby!!!
Risadaria generalizada. E, como diria o colunista, pano rápido!!!

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Da série: cama redonda e espelho no teto...4

Inexplicavelmente, um mês se passou desde o último post dessa que é a mais sensual das séries do B@belturbo. Uma falha imperdoável, caros leitores, pela qual me desculpo desde já...
A HotLine do blog recebeu várias contribuições; algumas, acreditem, em dose dupla. É o caso dessa que publico hoje:

(legenda no clima do post: clique na imagem para fazer crescer...)

Bom, o que dizer dessa peça? Primeiro, que tem uma beleza estética inegável. Segundo que a idéia não é original: não é de hoje que se associa sexo à idéia de comer alguma coisa (ou alguém!!!). E, por último: tem que ter a mente muito poluída pra olhar pra frutas inocentes e enxergar saliência, né não?
Sérgio e Luciana, obrigado pela colaboração!
E se você também quiser colaborar, mande as imagens de publicidade de motel para a HotLine do blog.

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

O humor de Zéu Britto...

Raramente eu publico dois vídeos em sequência - já sem trema, pra me adequar ao acordo ortográfico, ok? - porque acho que parece coisa de blogueiro que quer encher linguiça - ói eu cumprindo o acordo! Tô orgulhoso!!!.
Mas, enfim, não resisti: tô vendo uma entrevista do Zéu Britto no Programa do Jô e rachei de rir com a "homenagem" que ele fez a Cláudia Ohana. Impressionado com o estilo de depilação apresentado pela musa em seu primeiro ensaio para a Playboy, Zéu compôs uma espécie de hino pró-raspada. Minha gente, é sensacional!!!
Cá está:

Ah, Maria Rita...

Um dos meus presentes de aniversário foi o dvd novo da Maria Rita. Vi ontem mesmo e, cá pra nós, é muito bom ver um artista em sua melhor forma! Gosto muito da fase mais dramática da cantora, predominante em seus dois primeiros álbuns, mas essa Maria Rita do samba, de pernoca e barriguinha de fora é fantástica! Leve, solar e gostosíssima, dá gosto de assistir!
O Dvd é bem editado - com um ritmo de clipe, cheio de cortes - e o áudio é impecável! Recomendo a todos os fãs - de boas cantoras, de bons sambas, de boas músicas e, por que não, de boas pernas!!!
Segue o vídeo de O homem falou, o segundo número do show...

A última que morre...

...é a esperança! Pode até pintar uma notícia ruim lá em Campos, mas, pelo menos, ela vai ter que esperar o segundo turno acabar...

Da série: "agora a coisa vai!!!" 12

A notícia sobre a velinha de 105 que atribui a longevidade ao fato de nunca ter cedido aos prazeres da carne é, no mínimo, curiosa. E, pra mim, preocupante. Afinal, se a vovó britânica tiver razão, eu já posso dar adeus ao sonho de passar dos 70...
Agora, falando sério: não parece assombrosa a idéia de passar mais de um século sem sexo? Uma vida inteira sem sequer saber o que significa ter e dar prazer a alguém...aliás...será que se pode dizer que isso é vida?
Bueno, e você? Tá disposto a adotar essa estranha filosofia da longevidade?

Mama mia!!!

Gente, na boa...uma pessoa que se sujeita a colocar cinco litros e meio de silicone em cada seio só pra entrar pro Guiness Book merece todo o meu desprezo! Eu sei, cada um faz o que quer com seu corpo, com sua vida; mas acho esse o cúmulo da futilidade; o cúmulo da vontade irrestrita de aparecer.
Sem falar que arrisca a saúde em favor dessa palhaçada toda. Só tenho duas considerações a fazer:
- Ética é uma palavra que não consta do dicionário desse cirurgião, né não?
- Se essa moça pifar qualquer hora dessas por conta dessa bobagem, não contará com a minha piedade...
E não é amargura não! Mas que isso é uma tremenda babaquice, isso é!

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Ensaio sobre a cegueira...da justiça... 2

Escrevi sobre o tema ontem, muito rapidamente, mas me senti na obrigação de voltar a ele. Esse julgamento do PM que matou o jovem Daniel Duque deveria ser encarado como uma vergonha nacional! Que legítima defesa é essa, contra um jovem desarmado? Ainda que em grupo, ainda que estivessem agredindo alguém fisicamente, onde está essa vítima? Em quem Daniel e seus amigos bateram, que essa pessoa nunca apareceu em lugar nenhum? Aliás, como o filho da promotora, de quem ninguém nunca viu o rosto também...
Gente, se não houve agressão - e só um desentendimento na saída da boate - o que explica a decisão de atirar em alguém? Ainda que tenham tentado tomar a arma do policial - como agora se está dizendo - é óbvio que esse homem, que deveria estar ali pra garantir a ordem de todos, já que é um funcionário público, não deveria ter feito essa escolha.
Agora, noto um movimento de vilanização da vítima. É gente acusando o grupo de amigos de Daniel de uso de drogas; gente falando que eles são jovem criadores de caso e etc. Ainda que sejam verdadeiras essas suposições, pergunto eu: isso dá direito a matar desde quando?
O que houve na porta daquela boate não foi outra coisa que não um assassinato, uma execução! Lembremos disso, pois. O que não pode é a sociedade tolerar uma morte dessa natureza! E, honestamente, gostaria de conhecer os argumentos desse corpo de jurados. Júri popular? Aonde? Essa opinião, manifestada com um estranho consenso, parece-me longe de exprimir o desejo da maior parte da população. E me fez, sim, lembrar da célebre frase de Nélson Rodrigues, que bem qualificou as unanimidades...
Lamentável!
Só me resta desejar muita força à família do Daniel, que tive o prazer de conhecer! Força pra virar esse jogo e ajudar a mostrar ao Brasil que, em algum momento, a justiça precisa honrar os cidadãos honrados.

Brigadão!

Gente, esse post é rápido e curto, mas traduz um sentimento enorme, que certamente ocuparia muitos dos megabytes reservados ao B@belturbo: é a gratidão a todos aqueles que, via scrap, sms, e-mail, telefone ou comentários aqui no blog se parabenizaram pelo meu aniversário! Todos me deixaram muito feliz e, certamente, tornaram mais alegre esse oito de outubro!
Brigadão, turma! E vamo que vamo, rumo aos 29!
;)

Meus 28...

Parece que foi ontem que, sentando-me em seu colo e com a voz cheia de carinho, minha mãe me ensinou que cada letra tinha um desenho diferente e que, juntas, elas formavam um mundo de palavras - cada uma com um som mais bonito que o outro...
Parece que foi ontem que eu gastei toda a mesada comprando revistas da Turma da Mônica. Parece que faz pouco que eu comprava doce de amendoim fiado na lojinha do seu Barreto, pra depois meu pai acertar a conta.
Meu Deus, parece que foi ontem que eu ganhei um microfone de verdade só pra poder brincar melhor de apresentar o Jornal Nacional...
Poderia jurar que foi ontem que passei o domingo brincando com Érica e meus outros primos na casa da minha vó. Roubando os doces que ela vendia, mexendo na terra, tomando banho de mangueira e sendo feliz. Até o programa dos Trapalhões acabar e todo mundo ter de voltar pra casa...
Parece que foi outro dia que eu descobri que meu negócio não era futebol e, sim, videogame. E acho que foi na mesma época em que eu me apaixonei pelas redações que o colégio me mandava fazer sempre...
Parece fazer pouco tempo desde que me apaixonei pela escrita. Um amor daqueles, arrebatador, que, já na adolescência, gerou livros que jamais foram ou serão publicados.
Parece que foi ontem que meu pai se foi...
Também parece ter sido ontem que entrei na escola pública e descobri como é a vida. E como é bom fazer amigos...
Hilton, Aline, Gilson, Paula, Angelita...nossa! Parece que foi ontem...
Parece que foi ontem que a universidade me abriu a mente e as portas para o mundo. E me colocou no caminho que eu sempre quis trilhar. Ao lado de gente tão boa...Caixeta, Taty, Ana Enne, Cássia, Luciana, Júlio...e tantos e tantos outros bons amigos...
A TV...caramba! Parece que foi ontem...pauteiro, redator, repórter...apresentador! Muito bacana, ainda mais somando essas experiências à oportunidade rara de conhecer lugares tão maravilhosos e, melhor ainda, pessoas tão especiais...
Sérgio, Fabi, Naila, Marquinhos, Bárbara, Flor, Ana Senna, Renata, Bia, Ana Duarte, Gustavo, Telma, Grazi, Ana Maria, Isabella...muita gente boa me ajudando a ser alguém melhor a cada dia.
Tudo isso parece que foi ontem...
Tudo isso fez de mim quem sou...
E lá se vão, agora, 28 anos...

Ensaio sobre a cegueira...da justiça...

Não estive lá, mas, pelo que li, achei muito estranho esse julgamento do caso Daniel Duque. Tanto quanto foi estranha a postura desse policial na noite que culminou com a morte da vítima. E é lamentável que a morte de um garoto de 18 anos permaneça impune.
Em alguns comentários no site de O Globo, leitores tentam justificar o ato, como sendo uma reação a um grupo de jovens brigões. Não sei se foi o caso. Mas, ainda que fosse, não aceito que possamos naturalizar dessa forma um assassinato. Se eles, jovens, estavam errados, que o PM então os prendesse e, com isso, fizesse cumprir seu papel de autoridade responsável pela segurança.
Mas, infelizmente, certas vezes a justiça parece mais cega do que podemos supor...

terça-feira, 7 de outubro de 2008

A Poeta da TV x a poetisa da música...



Esse vídeo aí está disponível no site do Fantástico. Ele reúne trechos exclusivos - que não foram exibidos na TV - da entrevista que Marisa Monte deu a Patrícia Poeta na semana passada. Se você tiver um tempinho, assista. E me ajude a decifrar o enigma: as perguntas da Patrícia Poeta eram muito repetitivas ou a Marisa que estava afim de não ser tão simpática com a apresentadora do Show da Vida???

Rainha gongada...

A notícia do dia: lembram do seu Manoel, pipoqueiro lá da frente da TV que se lançou candidato a vereador pelo Rio e obteve 507 votos?
Pois bem! Fãs de seu Manoel, uni-vos: ele recebeu mais votos que a Gretchen!!! Concorrendo à Prefeitura de Itamaracá, em Pernambuco, a Rainha (?!?!?) do Bumbum recebeu minguados 343 votos!!!
Dá-lhe, seu Manoel!!! E olha que ele nem dançou a Conga, conga, conga na campanha, hein?!