quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

O balanço de um ano...

Blog-Mundi: os diversos tons de verde indicam os países que mandaram visitantes para o B@belturbo em 2008. O Brasil, por concentrar a maior parte de visitantes, aparece em destaque

O Google Analytics liberou os dados consolidados referentes ao ano de 2008 aqui no blog. Puxa, que barato, turma! Os 833 posts que publiquei aqui ao longo do ano - agora velho - trouxeram ao B@belturbo nada menos que 21.240 visitas, vindas de 75 países espalhados por esse mundão de meu Deus! Tem de tudo na lista: Suíça, Austrália, Venezuela, Bélgica, Macau, Dinamarca, Rússia...isso só pra citar alguns que me parecem mais distantes do universo temático do blog. É mole?
Os campeões de audiência foram o primeiro post sobre a versão em mangá dos quadrinhos da Turma da Mônica, um texto sobre a entrevista da atriz Graziela Moretto no Programa do Jô e - como o povo adora uma sacanagem - um post sobre o filme pornô estrelado pela Leila Lopes.
Ver esses números dá um estímulo danado pra alguém que começou esse blog de uma forma muito despretensiosa. Mas eles são apenas números. O que mais me deixa feliz é saber que tem gente que lê as coisas que posto aqui, que se anima em comentar e embarca nessa aventura divertida e louca que é bater um papo tão deliciosamente furado aqui no blog.
A todos vocês, uma vez mais, muito obrigado! De verdade! E que em 2009 essa conversa fiada seja ainda mais gostosa! E, claro, que mais gente chegue aqui pra se juntar à nossa já tão divertida turma!

Valeu!

Novo tempo...

Aproveitemos esse Novo tempo com sabedoria, lucidez, alegria e humanidade! Que seja um Novo tempo em que todos saibamos ser pessoas melhores a cada dia. Que nesse nosso novo tempo que começou poucas horas atrás possamos construir, a cada dia, um mundo melhor. E essa obra grandiosa, acredite, começa por nós mesmos! Então, sejamos nós os portadores das boas novas, os responsáveis por esse Novo tempo de paz e luz!

Ah, e nunca é demais dizer: feliz ano novo!!!

PS.: No vídeo, Ivan Lins interpreta lindamente a canção cujo título inspirou esse post. Vale a pena conferir!

Então, Feliz Ano Novo!!!


Um 2009 iluminado, alegre e colorido como os fogos de artifício que vão enfeitar os céus daqui a pouquinho!
Saúde, paz, amor, sorte e felicidades a todos vocês, leitores, e a todos aqueles que são especiais em suas vidas!
E até o ano que vem!
;)

Retrô 2008: um ano doce, duro e divertido!

Pois é, a gente piscou os olhos em janeiro, diante do eterno tudo novo de novo que a vida nos joga no colo a cada começo de ano e - olhos novamente abertos - cá estamos nós pertinho do fim de mais um ano. Agora, 2008 já tem cheiro de coisa velha...
E foi um ano doce. Ano em que encontrei novos amigos, aqui, ali, em vários lugares. Ano em que trabalhei duro pra defender um ideal - exatamente do jeitinho que eu gosto de fazer! Ano em que o blog conquistou leitores fiéis, adoráveis e loucos como acho que devem ser as pessoas que se identificam com as maluquices que escrevo aqui. Ano de recorde de acessos aos textos que publiquei aqui. E, aliás, como escrevi esse ano! Computados esse post e o próximo, terão sido 833 posts inéditos nesse 2008!
Mas foi um ano duro! Ano em que um episódio de violência me fez sair da inércia e participar de uma passeata. Ano em que Daniel Duque foi covardemente assassinado e a dor de Daniela, a mãe dele, doeu também em mim. Ano em que Justiça deu provas e mais provas de estar em descompasso com quase tudo aquilo que acreditamos ser correto e decente.
Triste pensar que Daniel foi apenas um dos tantos casos que roubam do país a perspectiva de um futuro mais leve, jovem e feliz...
Foi um ano divertido. Ano dourado, enfeitado com as medalhas conquistadas em Pequim! Ano em que vi Madonna e em que, apesar da música da Ana Carolina, a popstar preferiu dar pra Jesus. Ano em que vi Ivete, Maria Rita, Preta Gil, Isabella Taviani...e gostei de todos! Apesar de saber que o meu conceito de show mudou muito depois de ver a histórica apresentação de Madonna no Maracanã lotado, com direito a chuva e tudo!
No teatro, a graça ficou por conta de Fernanda Torres, Marcelo Médice e Paulo Gustavo. "A casa dos budas ditosos", "Cada um com seus pobrema" e "Minha mãe é uma peça" são monólogos fantásticos e que revelam os incontestáveis talentos desses três grandes artistas. Sem falar na turma do "Comédia em Pé". Grandes espetáculos, todos imperdíveis!
Na música, encontrei, enfim, Amy Winehouse. Fiquei encantado com a doçura tropical do encontro de Maria Bethânia e Omara Portuondo e com o talento de Michael Bublé.
Na televisão, enquanto muita gente perdeu o tom ao explorar as tragédias alheias, A Favorita se mostrou uma novela na medida certa pra quem gosta de boas e bem contadas histórias. No humor, o CQC chegou para inovar o jeito de fazer rir na telinha, e Toma Lá Dá Cá mostrou que a tradicional sitcom ainda tem muito riso para arrancar das platéias. Por toda a minha vida e Som Brasil exibiram algumas edições primorosas e Patrícia Poeta mostrou ser a garota fantástica perfeita para o Show da Vida.
Em 2008, dediquei pouco tempo à leitura. Mas me orgulho de ter conhecido o "Som e a Fúria de Tim Maia" e, também, de ter experimentado "A cura de Schopenhauer". Isso sem falar num mergulho na história do Brasil, vivenciado com os livros de Ruy Castro e Mary Del Priore.
Aqui no B@belturbo, foi um ano de comédia! Descobri um garçom que, a cada dia, escrevia Toddy de um jeito - e todos eram diferentes da grafia correta para a marca de achocolatado. Postei - com a ajuda dos leitores - várias propagandas inusitadas de motéis e; também com a colaboração de vocês, elegemos Piu-Piu o personagem mais gay do universo infantil.
Enfim, 2008 foi um ano em que rimos, choramos, nos indignamos e comemoramos.
E teremos um 2009 inteirinho pra fazer tudo isso e muito mais!
Alguém duvida?

O choro do alcaide...

Tava vendo o RJTV 2a. Edição e me deparei com uma cena insólita: o prefeito Cesar Maia se deixou gravar, broche do Partido Comunista na lapela, arrumando as gavetas de seu gabinete, só, no último dia no comando da cidade.
Depois, ao se despedir de uma claque de funcionários municipais e secretários de governo, o prefeito chorou.
Curioso, né? Porque eu morri de rir! É a tal história: por pior que seja a nossa sorte, um dia ela muda! E torço muito para que a sorte dessa cidade que eu amo tanto comece a mudar agora, com esse senhor longe do Palácio...

Aqui o português é bem dizido...e escrivinhado... IX

A placa é de um hortifruti. O clique foi feito hoje, o que explica a oferta de ameixas, frutas tão comuns nas ceias de final de ano.
Fiz a foto porque estranhei a grafia do nome da fruta. Mas logo pensei: será que, com o tal Acordo Ortográfico, a frutinha perdeu um i???
Como diria a célebre Dona Milu: "Mistééééééééééééério..."
PS.: Assumo que não foi intencional, mas o fusquinha laranja passando ali no canto esquerdo deu o maior charme à foto, né? Sem contar que, de quebra, ainda combina com o layout do blog...hehehe!

O Mico do Ano vai para...

A decisão dos leitores do B@belturbo, admito, coincidiu com a minha opinião. Entre as opções disponíveis, o padre baloeiro venceu a eleição com 33% dos votos. O segundo lugar foi para Ronalducho Fofômeno, lembrado por 22% dos eleitores pela sua célebre noite com as três travestis. Em terceiro lugar, a musa da TV-Trash, Sônia Abrão, com 16% dos votos da enquete.
E preparem-se porque, certamente, 2009 virá cheio de micos...

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Donatella Versace não tem amigos?

Se quiser ver maior, clique na imagem. Mas depois não diga que eu não avisei. Ah! E se você for cardíaco, melhor não clicar não, hein...

Com toda sinceridade, dá pra pensar em outra coisa que não isso? Sim, porque se essa senhora tem amigos - e se eles forem pessoas legais - vão dizer pra ela agora que a coisa tá feia! Que o silicone tá gritando, que o cabelo tá esquisito, que a barriga tá pra lá de estranha e que o bronzeamento artificial está deixando a pele dela da cor da cenoura do Pernalonga.
A única diferença é que o Pernalonga ao menos queria comer a cenoura...
Será que há algum Pernalonga disposto a encarar a Dona Donatella???
Com um visual desses, minha gente, fica fácil torcer pra Flora levar a melhor, né? Pelo menos ela é tchutchuca!!!
Agora, não vou apenas criticar! Apesar de ter pensado que o inferno é aqui quando me deparei com essas fotos, devo elogiar o ar de "tá ruim, mas tá bom" que a veterana-socialite-que-pensa-que-é-gatinha exala nesses cliques. Problemas de auto-estima? Sem chance!
Francamente!
Pra encerrar, a célebre frase do Poetinha: "As muito feias que me perdoem, mas beleza é fundamental!".
E quem sou eu pra descordar do homem?

E Irene conhece, enfim, a verdadeira face de Flora...

Tecnicamente impecável, do texto à iluminação, cena do embate entre as personagens teve shows de Patrícia Pillar e Glória Menezes...

Elogiar a novela das oito já me parece chover no molhado, mas me sinto na obrigação de escrever algo sobre a excepcional cena de A Favorita, exibida no capítulo de ontem, em que Flora se mostra sem máscaras para Irene. Que prazer ver essas duas grandes atrizes vivendo momentos tão consagradores em suas carreiras televisivas. Brilhantes, Patrícia Pillar e Glória Menezes deram à sequência a exata carga dramática que ela exigia, sem dever nada e sem passar um milímetro que fosse do ponto certo.
Linda como sempre e canalha como nunca, Patrícia Pillar já fez de sua Flora uma das maiores vilãs da história das telenovelas brasileiras. Na cena em que se revelou para Irene, Flora chegou a fazer rir ao zombar da inocência da matriarca dos Fontini. Perfeita me parece ser o adjetivo mais acertado para qualificar o trabalho dessa grande atriz.
E o que dizer de Glória Menezes? Desde Laurinha Figueroa, de Rainha da Sucata, a televisão não reservava à essa estrela um papel digno do seu talento. Agora, com dona Irene, o atraso tem sido recompensado. Vivendo uma senhora que passou boa parte da história alheia ao que de fato se passava ao seu redor, Glória soube esperar o momento da virada de sua personagem para se valer do drama da mulher que descobre ter abrigado um monstro sob o próprio teto. O caminho mais fácil seria o de fazer de Irene uma coitada. Mas Glória Menezes optou pelo olhar sofrido, pela voz de quem vive a agonia de se perceber culpada por boa parte das tragédias que assolaram o destino de toda uma família. E a escolha não poderia ter sido mais feliz: Irene Fontini é o melhor trabalho da atriz em sua fase madura.
Por cenas como essa, A Favorita tem comprovado que é, sim, uma grande novela. E todos os que desacreditaram da novela no início, quando ela chegou a enfrentar problemas com a audiência, chegam ao fim do ano tendo que dar a mão à palmatória: estamos diante de um folhetim de primeiríssima categoria e, também, diante de mais um campeão de audiência.
PS.: Sim, meus caros, ando mesmo noveleiro nesses meus dias de folga...

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Tá difícil, viu?

Ataque israelense à Faixa de Gaza é um dos mais violentos dos últimos 21 anos. Até o momento, são mais de 330 mortos...

Quem faz guerra em nome da paz não me parece empenhado em dar um grande exemplo de coerência. É o que Israel está fazendo nesse momento ao pagar com a mesma moeda os desmandos cometidos pelo Hamas. Nesse batalha - que, aliás, parece mais velha que a humanidade - o que menos parece ter importância é a vida.
Mata-se - de um lado e de outro - sem que seja levado em conta quem se está condenando à covarde pena capital. São mulheres, velhos, crianças os mortos dessa guerra sangrenta e sem fim. Um confronto em que cada vez mais se parece estar longe da razão...e de qualquer sentimento que beire a mais rasteira noção de humanidade...
Aliás, ontem o incensado - inclusive por mim - Barack Obama me deixou com a pulga atrás da orelha. Vi num telejornal que, pressionado a se posicionar diante da gravidade do conflito, Obama mandou o porta-voz anunciar que ainda não é o presidente dos Estados Unidos.
Com a crise econômica foi bem diferente, e ele fez questão de se pronunciar e antecipar medidas que só serão tomadas daqui a alguns meses. Ou seja: mais uma vez fica claro que o dinheiro vem antes da vida no rol de prioridades dos homens mais poderosos do planeta caos...
Pergunto-vos: diante de tudo isso, dá pra ter esperança de que um mundo melhor pode ser possível?

Quem tem amigos...

Scrap de uma amiga, enviado para o meu orkut logo depois que ela soube do incidente renal que afetou o blogueiro hoje:
"Guarda as suas pedrinhas pra fazer um castelo..."

Como diria Ana Enne, outra amiga-figuraça: "Ô gente ruim!!!"

Susto!

Hoje eu senti a maior dor que já pude experimentar nessa vida. Era um cálculo renal - até então um ilustre desconhecido - que resolveu dar as caras na última segunda-feira desse agonizante 2008.
Assim, de repente! Me senti o próprio carro velho: pifando sem o menor aviso prévio...
Lá fui eu para o hospital, certo de que a coisa era séria, tamanha a dor que parecia me dilacerar. E podem acreditar: doeu mesmo, porque eu não sou o tipo hipocondríaco.
Três horas - e dois litros d'água ingeridos - depois, vi a tal vilã, apareceu! Expulsa pelo meu organismo, a maldita pedra era minúscula qual um Davi, apesar da força de um Golias. Do tamanho de um grão de alpiste, se tão grande. E me derrubou!
Depois de ver a cara da maldita, fiquei sentado na maca pensando na nossa total insignificância. E terminei essa aventura mais certo ainda de que não somos, rigorosamente, merda nenhuma! E, por mais prepotentes que possamos ser, até uma pedrinha menor que um grão de alpiste pode nos derrubar...

domingo, 28 de dezembro de 2008

Sobre a biografia de Paulo Coelho...

Tô aproveitando a folga pra dar um gás na pilha de livros que se formou na minha mesinha de cabeceira. A pedida do momento é O Mago, a biografia de Paulo Coelho escrita pelo craque Fernando Morais.
Confesso que não gosto dos livros do Paulo Coelho - nunca cheguei a ler um por inteiro. Mas a história de sucesso do escritor que sonhava com esse ofício desde a adolescência me cativou. Somado a isso, o enorme talento de Fernando Morais para narrar a vida de grandes personalidades.
Ainda tô lá pela página 150 - são 619 ao todo - mas já deu pra me espantar com a trajetória do Mago. Só pra se ter uma idéia, Paulo foi internado num hospício pelos próprios pais, antes dos 20 anos. Eles não compreendiam o estilo de vida do filho, que não reconhecia na escola um espaço que poderia lhe ajudar a ter uma vida melhor. Paulo buscava na literatura o seu crescimento. E o desejo de se tornar um escritor também não era respeitado pela família. De cara, pagou uma etapa de 28 dias dentro do hospício...
Punk, né? E é só o começo...

Crepúsculo: sem clichês do gênero, filme sobre vampiros soa vazio e pouco sedutor...

Fui ao cinema no sábado dar uma conferida na mais nova febre pop a assolar a juventude americana: Twilight - aqui batizado de Crepúsculo - é um filme de vampiros que foge dos clichês ao mostrar a estranha vida desses seres bebedores de sangue. E se aí há um mérito, há também o ponto fraco da produção.
É bom dizer que adoro histórias de vampiros. Talvez seja o único tipo de ficção que me atrai, pela sedução da imortalidade, dos poderes sobrenaturais e, vá lá, pelo charme das vampiras gostosonas. E há muito pouco disso tupo em Crepúsculo...
Pra começar: não há uma única cena em que os dentões dos vampiros apareçam. E a vampirada também não morde no pescoço - tem graça morder alguém no pulso ?!?!?!
O filme mostra um jovem vampiro - com 17 anos desde o início do século XX - cheio de dilemas depois de se apaixonar por uma (reles) mortal. E se a idéia era fugir dos clichês ao não mostrar dentes e mordidas no pescoço, não se podia achar história mais batida para sustentar essa aventura...
O tempo todo tive a sensação de que a história fica mais na promessa do que na ação. O casal dá a entender que vai se beijar várias vezes e...nada! Você jura que o vilão vai aparecer a qualquer momento e...nada! E quando tudo acontece, soa apressado. O clímax da história é corrido demais, assim como os momentos em que o jovem casal pode experimentar o clima de romance...
Até o efeito usado sobre a pele do protagonista, para mostrar que o vampirinho camarada tem uma pele diferenciada é rame-rame. Se estiver distraído, o espectador nem vai notar que há uma bossinha digital sobre o corpo de Robert Pattinson, o protagonista.
Crepúsculo é o primeiro livro da saga e o fim do filme indica que virão sequências pela frente. A história tem fôlego, é claro. Mas muita coisa precisa mudar para que se chegue perto do fascínio que uma boa aventura vampiresca pode despertar no público...

Cai, cai, prefeito, cai, cai prefeito, aqui no seu obrão...

Queda de Cesar Maia após discurso de inauguração da Cidade da Música fez a festa dos fotógrafos presentes no evento...

Detesto repetir assunto em posts seguidos. Mas ontem, ao ver essa foto no Globo Online, não resisti! Não é que o prefeito tomou um estabaco na inauguração de sua mega-ultra-hiper obra faraônica?
"Ah, coitado" - como diria a insuportável Filomena...
Só quero deixar uma coisa bem clara: não rezei para que isso acontecesse, como faria a Irmã Selma. E nem segui a técnica da Ana Maria Braga de transformar discursos em fatos.
Simplesmente aconteceu. E, como diria o Chicó, "só sei que foi assim..."


PS.: O Gelol bem que podia patrocinar a Cidade da Música, hein?

sábado, 27 de dezembro de 2008

Os últimos acordes de Cesar Maia...ou seria a última desafinada???

Foto publicada no Globo Online mostra a "brincadeirinha" do futuro ex-prefeito ao inaugurar sua polêmica obra de meio bilhão de reais...


Essa foto me soa como um deboche, como um tapa na cara de todos que viram a cidade abandonada ao longo dos últimos quatro anos; de todos que viram a dengue virar uma ameaça contra a vida do carioca.
Mas a imagem é, também, emblemática. Nada mais emblemático para marcar o fim desse governo do que a inauguração de uma obra polêmica, ainda inacabada e com entulho pelos cantos. Nada mais emblemático para esse senhor do que ter como testemunhas de seu último ato no poder apenas uma claque formada por funcionários públicos.
Porque mesmo o povo, felizmente, parece já ter dado as costas para Cesar Maia.
Quanto à música, que fique claro, não tenho nada contra! Mas a imponência dessa obra me parece incompatível com a realidade de uma cidade onde pessoas morrem vítimas de um mosquito, onde a iluminação mais escurece do que clareia e onde há tanta gente morando nas ruas.
Pra mim, enquanto essas questões não forem dignamente enfrentadas, a Cidade da Música vai continuar a ser apenas um elefante branco fincado no meio da rua...

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

É água do mar, é maré cheia...

Agorinha no Jornal do SBT, Cynthia Benini falava sobre as homenagens feitas para as vítimas da tsunami que devastou parte da Ásia alguns anos atrás. Eis que a apresentadora anunciou:
- As homenagens às vítimas do "sunami"...
Assim mesmo, sem a pronúncia do "T". Será que a onda levou o "T" também? Ou levou o juízo da apresentadora do SBT?
Cada uma!!!

Viés de alta...

Crise? Que crise? Dando uma fuçadinha nos dados sobre os acessos ao blog, tive uma ótima surpresa: o número de visitas em 2008 é quase o triplo do que foi registrado durante o ano passado.
Valeu, turma!

Sobre a Retrospectiva 2008...

A Retrospectiva da Globo é um dos melhores programas do fim de ano pra mim. Desde sempre. Bem editada, bem sonorizada e com bom texto, é uma daquelas atrações impecáveis. Lembro de uma época em que eu gravava os programas em VHS pra ter os registros do meu tempo em vídeo.
Enfim...vendo o programa de hoje, fiquei com um gosto amargo na boca. Muita tragédia num ano só. Dos jovens da Mineira ao Daniel Duque, passando pela menina Isabella, pela jovem Eloá e pelos bebês mortos na maternidade. Sem falar nas tragédias naturais...
Pesado. Que venha logo 2009! E com muito mais leveza!!!

Saudade maior...

Era menino ainda quando a vida jogou toda a sua inconstância na minha cara. Foi quando, horas depois de me trazer um monte de presentes de Natal e de jogar video-game comigo, como gostávamos tanto de fazer, meu pai se deitou e não levantou mais. Morreu de repente, sabotado por um coração sobrecarregado, apesar dos seus apenas 41 anos.
Eu tinha 10...
E aprendi que as coisas são impermanentes. Aprendi que o tempo existe pra ser aproveitado, que as oportunidades que a vida nos dá não podem ser desperdiçadas e, mais que tudo isso, que o amor que sentimos pelas pessoas especiais em nossas vidas deve ser demonstrado em palavras e em atitudes. Aprendi com ele a ser Flamengo, mesmo sem gostar e sem entender quase nada de futebol...
Vivi apenas uma década com meu pai, mas tenho certeza de que ele sempre soube que era o meu herói, o cara que sabia tudo de matemática, com quem eu sempre podia contar na hora de resolver um problema mais complicado.
Ainda hoje me pego pensando em como ele me aconselharia diante de determinadas situações...
Hoje, faz 18 anos que meu pai foi-se embora. Era uma quarta-feira e Chitãozinho e Xororó cantavam na televisão. O rádio-relógio do quarto marcava 22:56h quando eu vi, pela última vez, meu pai com seus belos olhos verdes abertos, olhando pra mim, com um ar de despedida que, apesar de toda a meninice dos meus apenas 10 anos, eu soube perceber de imediato...

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Mico do Ano - Edição 2008

O Mico do Ano é uma tradição do B@belturbo desde o primeiro ano do blog. Surgiu nada democrático, com o vencedor sendo apontado aqui pelo blogueiro que vos escreve. Daniela Cicarelli levou em 2006, ano em que rodou o mundo o seu vídeo caliente numa praia espanhola. Em 2007, ainda com o resultado definido por mim, o venezuelano Hugo Chávez levou o mico pra casa. Nem precisa explicar os motivos, né?
Mas em 2008 a coisa vai ser diferente: e você vai eleger quem deve levar o título de Mico do Ano. A enquete já está no ar! E os votos serão recebidos até o início da manhã do dia 31!


Capriche! Porque, cá entre nós, não falta gente merecendo esse "prêmio"...

Da série: "a pergunta que não quer calar..." 34

Antes de tudo, preciso dizer que pra mim, Natal que é Natal tem que ter Roberto Carlos!!! É tradição mesmo, como as castanhas, os bolinhos de bacalhau e etc. Se houvesse uma Cesta Básica de Natal, não tenho dúvidas de que o Especial de Roberto Carlos seria parte dela!!!
Dito isso, vamos à tal pergunta: é impressão minha ou rolou uma plástica que deixou nosso rei com carinha de príncipe, apesar dos quase 50 anos de carreira?
PS.: Ok, ok...carinha de príncipe foi um exagero! Mas que ele tá mais esticado, isso tá!
PS2.: Uma tia, que detesta RC, ligou agorinha só pra implicar com o penteado do Rei. Segundo ela, "o hômi tá parecendo manequim de vitrine com peruca: nada mexe!!!"

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Então, Feliz Natal!

Pra todos! E que, além de desfrutar das delícias e dos presentes, a gente possa pensar um pouquinho no real sentido dessa data. Que, independente da religião de cada um, todos possamos refletir sobre nossos caminhos e sobre os acertos e erros de mais esse ano para que, assim, possamos seguir tentando ser, a cada dia, pessoas melhores.

Madonna, Jesus...: vítimas do Papel Pop!!!

Não tenho o hábito de publicar material de outros blogs aqui, mas não resisti! Tava dando uma olhada no sempre engraçado Papel Pop e achei essa imagem! Sim, caros, é a primeira foto que mostra Madonna e seu affair brasileiro, Jesus. Como diriam Nelson Rubens, Adriana Lessa e a Irislene Stefanelli, a turma do TV Fama, confira:
Sensacional, né? A imagem é do Borboletando - que eu nem conheço, mas credito.

PS.: Esse post foi modificado em 19/04/2010, a pedido de um dos citados aqui. Como brincadeira só é boa - e divertida - quando não machuca ninguém, acatei. Internet tem dessas coisas...

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Aqui o português é bem dizido...e escrivinhado... VIII

Clique na imagem para ampliar

Esse flagra eu fiz quase no amanhecer do último sábado, na Lapa - quem é do Rio reconheceu o local e quem não é pode ficar atento, no canto direito da imagem, para os tradicionalíssimos Arcos da Lapa.
Mas o assunto não é turismo, claro! Passando no caminho até o estacionamento, ainda inebriado pelo belo samba de Maria Rita e p da vida com o tal garçom que queria 10% mesmo sem ter prestado um bom serviço, eu me deparei com essa singela placa de uma barraquinha de salgadinhos.
Notem bem, meus caros, a persistência de quem corre atrás pra não maltratar o idioma! No primeiro quadrado em abóbora, na parte superior da foto, a gente percebe que a grafia de bolinho foi corrigida, deixando de lado a abreviada versão bolim...
No segundo quadrado, é a palavra aipim que mereceu especial atenção do autor da placa, que tratou de eliminar com um belo rabisco o m que não existe no meio do nome da saborosa raiz...
Que beleza, né? Nada como escrever com atenção...
Só que o revisor deve ter ficado exausto. Olhem bem para o terceiro quadrado laranja na foto, o que aparece na parte inferior da imagem. Na hora de revisar a palavra refresco, alguém devia estar com sede de...fazer m!!!
Adoro!
E se você tiver um flagra parecido - os originais têm preferência, ok? - é só mandar pra HotLine.

Uma opinião especial sobre os especiais de ontem...

Vi os especiais que a Globo exibiu na noite de terça. Gostei do Natal do menino imperador. Mas, depois de ver alguns trechos do Nada Fofa, chego à conclusão de que a palavra especial já foi empregada em circunstâncias melhores...
Especialmente boboca!!!

Um gênio de verdade...

Estou vendo o comecinho do especial da Globo, O Natal do menino imperador. E é simplesmente emocionante ver o grande Sérgio Britto interpretar e, do alto de seus mais de 80 anos, conservar nos olhos o brilho de um menino eternamente encantado pelo ofício que seguiu ao longo da vida.
Tenho orgulho de conhecer - também como colega de trabalho, lá na TV Brasil - esse grande ator. E mais orgulhoso sou por já tê-lo entrevistado e podido, assim, ter somado à minha história um encontro com um gênio.

Deve ser chato ser Madonna...

Flashes e mais flashes em cima da popstar: seguida em todo o planeta, Madonna tem cada passo narrado em tempo real, numa espécie de Big Brother sem-fim. Será esse o (alto) preço do sucesso?

Ok, eu sei que já tem muita gente de saco cheio de ler e ver coisas sobre a loira por esses dias. Mas preciso dizer que fiquei muito impressionado com o que li na coluna da Mônica Bergamo na Folha de hoje (nem adianta colocar o link porque é fechado para assinantes).
A coluna traz a cobertura da tal festa que marcou o encerramento da turnê de Madonna, realizada na madrugada da última segunda-feira, lá em São Paulo. Até aí tudo bem. O detalhe que me surpreendeu foi a história de um rapaz que, de acordo com a coluna, se trancava a todo momento no banheiro para narrar, por celular, cada passo que a estrela pop dava dentro da boate. Detalhes como a aparência das mãos da cantora, descritas como as de alguém de 200 anos, e o clima entre ela e o tal namorado brasileiro foram detalhadamente narrados pelo tal rapaz, de dentro da cabine do banheiro masculino.
Isso explica muita coisa, turma. Vocês já imaginaram o inferno de ser uma personalidade mundialmente conhecida, apontada e perseguida? Onde quer que Madonna vá, sempre haverá alguém para observá-la, para reparar suas roupas, seu penteado e, vejam só, até o estado de suas mãos. Sem falar nessa perseguição full time: basta procurar na rede que é possível seguir a vida da loira quase em tempo real! Há fotos de tudo: da saída do hotel em São Paulo até o desembarque em Londres, hoje cedo! Madonna tá num Big Brother, turma! Com a diferença de que é impossível contar o número de câmeras dedicadas a dar uma espiadinha na vida da popstar...
Daí tamanha preocupação com a segurança e com a imagem da cantora. Se numa festa fechada, com todo o rigo na seleção de convidados, havia alguém desocupado a ponto de narrar tantas particularidades da artista, imaginem se a coisa corresse frouxa?
Alguns poderão dizer que esse é o preço do sucesso e da fortuna. Pode até ser. Mas que todo mundo, de um jeito ou de outro, acaba colaborando pra aumentar os juros dessa conta, isso acaba...
Too much for me...
PS.: Se quiser ver um vídeo do Ego com a loucura dos paparazzi atrás de uma foto de Madonna na saída da tal festa, clique na imagem que abre o post...

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Faxinar é refletir...

Aproveitei um tempinho livre ontem, no meu primeiro dia de folga, pra dar a famosa geral na caixa de entrada do meu e-mail. Que sensação bacana, turma! Reler algumas mensagens, guardar as mais especiais e, claro, deletar a tonelada de lixo que a gente acaba acumulando ao longo do ano (no meu caso, mais de 700 e-mails!!!).
Durante esse exercício, vivenciei alguns momentos bem bacanas desse ano que já se despede. E devo dizer que sou muito grato por esse 2008! Grato por ter encontrado nele Juliana, uma menina tão doce, tão querida e já tão especial em minha vida! A minha Jujuba, que me enche de sorriso e de esperança de que a vida pode ser leve...
Grato por ter me tornado ainda mais próximo de Rodrigo, um dos grandes amigos que fiz nessa vida. Um amigo daqueles que a gente não consegue deixar de amar, mesmo quando vacila, pisa na bola, viaja na maionese e se esparrama em cima da jaca. Meu amigo Rodrigo, com quem espero contar sempre! E pra quem estarei sempre de braços abertos...
Grato por ter me aproximado do Dudu, um cara tão gente boa, tão persistente, batalhador e alto astral! Profissional de mão cheia, sempre cuidadoso e disposto a fazer (e a dizer) tudo o que possa ajudar. Sem falar que é engraçado e maluco como poucos! Essa nova amizade é um presentaço daqueles...
Grato por ter me mandado Ana Duarte, a produtora mais fofa e transparente que eu conheço! E que me seduziu de cara com sua sinceridade e doçura...
Grato por ter me mantido próximo do Vitão mesmo com ele lá nas Arábias...
Grato por ter renovado, em cada dia desse ano, o amor puro, forte e inabalável que me une à minha prima Érica. Dona do meu coração, protegida pelos meus braços e por quem torço com todas as minhas forças...
Enfim, sou grato por 2008 ter sido um ano de saúde. Um ano em que pude dar colo à minha mãe para que, juntos, superássemos a dor de uma perda tão dura quanto foi a de minha vó. E sei que, se estamos conseguindo, é porque a energia que vem lá de cima é das melhores.
E, claro, sou grato por ter "conhecido" tanta gente bacana nesse 2008 aqui no blog. Brit, Tell, Amanda, Marcelo, Carlos Henrique...sem falar nos outros tantos que ficam "na moita" quando passeiam nessa Babel em forma de blog. E sem falar nas Lucianas (Chagas e Ribeiro), no Sergio, na Kika, na Bárbara, no Paulo Newton, na Sandra, na Bella, na Maria Fernanda, na Grazi, no Carlos Zev Solano, na Raquel...os amigos de sempre, que sempre fazem questão de deixar seus recados e comentários por aqui!
Por tudo isso, agradeço a Deus! E peço que 2009 seja tão bom quanto 2008. Pra mim, pra você e pra todo mundo!
Mas aproveito pra pedir, de novo, que todo mundo pense bem antes de mandar um e-mail. Porque deletar 700 e tantas mensagens é um pé no saco! Sem falar que deve ser muito mais gostoso chegar ao fim do ano apenas com mensagens especiais na caixa de entrada, né?

Olha o picolé!!!

Pra não perder o embalo: a craque que cuida do meu cabelo, apesar do estranho gosto musical, é uma das pessoas mais doces que conheço. E, também, uma das profissionais mais competentes, talentosas e honestas de que tenho notícias. Mas isso não faz dela alguém uma pessoa menos humana. E, portanto, vulnerável ao cansaço provocado por jornadas diárias de até 16 horas de trabalho...
Hoje, enquanto finalizava o trato no meu telhado, ela contou, quase em tom de lamentação, que estava na expectativa de ter de atender mais uma cliente. E já passava das oito da noite! A tal cliente-tardia tinha se atrapalhado com os horários e precisou remarcar para depois de uma festa de trabalho.
Detalhe: a tal cliente trabalha na fábrica de uma famosa marca de sorvetes...
Enquanto eu me despedia, a exausta cabeleireira disparou:
- Acho que ela não vem mais, né? Se vier, vou começar a achar que ela trabalha na Ki-Mau!

Como diria o colunista, pano rapidíssimo!!!

Um CD para poliglotas...

Fui dar um trato no visual hoje, coisa típica dessa época do ano. No salão, a responsável pelo cabelo do blogueiro aqui anuncia: vou colocar um CD de música italiana...cantada em alemão!
Mais Babel que isso, impossível!!!
Levei alguns instantes até processar a informação. E era exatamente isso: clássicos da música italiana traduzidos para o - quase impronunciável - alemão!
Vocês podem imaginar o resultado?
Se não podem, revelo: Volare, em alemão, é das coisas mais bizarras que já ouvi! Sem falar que o tal disco tem um efeito parecido com aqueles antigos vinis de piadas do Ary Toledo ou do Costinha: você começa a ouvir e tem uma vontade louca de morrer de rir!!!
Não é papo furado: por mais romântica que seja a canção, em alemão ela parece dura como rocha. Curioso isso...
Antes que pensem que eu entrego meu cabelo nas mãos de uma maluca que gosta de música italiana em alemão, explico: ela é estudiosa desse idioma quase intransponível. E também morreu de rir da minha reação...
Na boa, turma, se é verdade que a gente sempre aprende uma coisa todos os dias, anotei bem a lição de hoje: o alemão é um idioma incantável!!!

Da série: "a pergunta que não quer calar..." 33

Tô viajando na maionese ou, da forma que foi escrita, a frase destacada na notícia sobre a ida de Madonna para Londres dá margem a uma interpretação, digamos, fatalista?


Na boa, considerando a qualidade de vida, eu até perdoaria se tivessem escrito que ela foi dessa pra melhor...rs!

Cada uma!!!

domingo, 21 de dezembro de 2008

Tempos de crise...

Pensamento de uma amiga queridíssima, acabrunhada com uma longa fase daquelas bem difíceis:

"Eu devia largar tudo e ir para um convento! Lá pelo menos eu não teria que pagar luz, água, gás, telefone, comida e condomínio. E ainda teria mulher de graça!!!"

É...faz sentido...

Com atraso, blogueiro comenta cena antológica de A Favorita...

Depois de uma avalanche de trabalho, só hoje eu vi, online, a cena da morte de Gonçalo na novela das 8. Caramba! A cena é antológica, digna dos melhores filmes de suspense! Patrícia Pillar é a própria encarnação da loucura e o desempenho de Mauro Mendonça também foi espetacular! Sem falar na parte técnica, com iluminação e sonorização impecáveis!
Sem dúvida, um dos maiores momentos da dramaturgia nacional!
O texto também esteve genial. Com destaque para a frase que Flora proferiu depois de se certificar da morte de sua mais nova vítima: "É...gente velha é um perigo! Morre por qualquer coisinha..."
Sensacional!!!

Os famigerados 10%...

Direto e reto: nunca entendi a lógica dos tais 10% para os garçons! Não posso compreender que alguém que tenha por ofício atender o público receba gratificação apenas por cumprir essa obrigação. Sem contar que parecem cada vez mais raros os garçons que sabem atender bem.
Pra mim, concordar com essa taxa seria o ponto de partida para cobrar 10% a cada programa que apresento, a cada roteiro que escrevo, a cada entrevista que gravo...
Você recebe 10% a mais por fazer o que deve?
Mas quando o garçom é gente boa, não me nego a pagar a tal percentagem. Não foi o caso de um garçom que atendeu a mim e a meus amigos na madrugada de sábado, numa famosa pizzaria da Lapa - filial da mais conhecida pizzaria do Leblon. Além de demorar a vir nos atender, trouxe louças mal lavadas, a quantidade de talheres era insuficiente para o número de pessoas à mesa, um dos copos estava quebrado e as bebidas só vieram muito tempo depois da pizza. Ou seja: um serviço de quinta.
Não preciso dizer que, depois de um atendimento tão ruim, decidi não pagar os 10%. Pedi a conta e - claro - lá estava a taxa extra, cujo pagamento é facultativo. Diante do valor entregue, o garçom questionou, dizendo que o total era maior - obviamente, ele estava contabilizando os 10% - e eu logo disse que nós não pagaríamos a gorjeta.
Ele saiu cuspindo marimbondos e, se pudesse, teria me matado. Mas não pode.
Assim como eu não posso aceitar ter de pagar mais a alguém que presta um serviço tão desqualificado.
E você? O que acha desses 10%, hein?

sábado, 20 de dezembro de 2008

Fora da ária de cobertura...

Antes de mais nada, é preciso dizer que essa - por incrível que pareça - é uma história real...
Um grupo de amigos se encontra para um jantar. O objetivo é integrar um novo integrante à turma.
A conversa é animada e, num dado momento, gira em torno da diva Maria Callas. Dois amigos, fãs da cantora, trocam figurinhas sobre raridades e pérolas do repertório da intérprete.
Eis que o tal novo integrante do grupo se aproxima. Para que o rapaz não se sentisse fora do assunto, um dos amigos se vira pra ele e pergunta:
- E você? De qual ária de Callas você mais gosta?
Cheio de si, o novato devolve à queima-roupa:
- Não sei! Nunca fui ao apartamento dela!!!

Como diria o colunista, pano rápido!
PS.: E se você não sabe o que é ária, clique aqui...

Samba de primeira!!!

De volta à Fundição Progresso, Maria Rita reafirma que seu show de samba caiu no gosto do povo...

Uma chuva nada santa fez Maria Rita atrasar um bocado antes de pisar o palco da Fundição no início da madrugada de sábado. Aos pés da estrela, o público que há pouco vaiava o atraso, se rendeu e se mostrou perfeito para o papel de coro: da primeira à última canção da apresentação.
O show teve uma grande diferença em relação às apresentações anteriores da turnê: Maria Rita cumpriu todo o roteiro com um único figurino, suprimindo o intervalo para a troca de roupa. A ausência dos efeitos de sua saia rodada durante a dança de "Caminho das Águas" foi a única perda provocada pela opção de compactar a apresentação - talvez explicada pelo atraso do início, justificado pela cantora em cena como necessário para que a equipe secasse o palco. "Não quero cair, né? Deixa isso pra Madonna", brincou a cantora, ovacionada pelo público.
Lotada, a Fundição se mostrou o palco ideal para quem sentia falta de cair no samba ao som das canções de Samba Meu. Agradecida pelas mais de 38.000 cópias vendidas do DVD homônimo, a estrela usou um palavrão - ameaçado diversas vezes durante o show, e dito em todas as letras ao fim da apresentação - para classificar seu público: "Vocês são fodaaaaaaaaaaa!!!".
A cantora deixou a platéia cantar bastante. Parecia se divertir com isso e sua alegria e emoção eram visíveis. Num belo momento, já no bis, usou uma câmera digital para gravar a platéia cantando os belos versos de "Não deixe o samba morrer". O vídeo, aliás, já foi postado no YouTube pela produção da cantora. Para ver, clique aqui.
Foi uma ótima noite, com um ótimo clima e um show que, quanto mais eu vejo, mais eu me sinto seguro para dizer que é, também, ótimo!

Férias!!!

Na verdade, uma folguinha providencial. Depois da tempestade, a bonança: volto ao batente só no dia 05 de janeiro!
Ô delícia!!!
E você? Vai trabalhar normalmente no fim do ano?

Aqui o português é bem dizido... e escrivinhado...VII

Clique na imagem para ampliar.
Nem vou comentar nada. Só tenho uma pergunta: quem nasce em intoxidade é o quê? Intoxicense ou intoxiano?
Na boa, essa não tem cara de erro de digitação não, hein...

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

O fim do processo...

Poucas coisas são tão bacanas como a sensação do dever cumprido. Ao fim de um processo de 15 dias trabalhando demais - além do que poderia julgar possível - é esse o sentimento que carrego. O de ter dado o meu melhor; de ter buscado traduzir em produto as idéias nas quais acredito.
Quando se faz um mergulho tão intenso quanto o que fiz nos últimos dias, é natural se sentir isolado. Solitário, diria. Em outras tantas vezes, bate o receio de ter ousado prometer um passo maior do que o que as pernas podem executar. Enfim, é um processo sofrido e que exige muita energia.
Agora, terminada essa imersão num trabalho que parecia não ter fim, eu me sinto um profissional mais completo. Passei a entender mais dos processos que estão envolvidos na produção de um programa de TV e tenho certeza de que isso pode representar uma grande virada nessa minha carreira que, aliás, completará uma década no ano que vem. Agora, reafirmo, apesar do cansaço, a minha absoluta paixão por esse veículo fascinante chamado televisão.
Se você não entendeu, explico: tô falando do processo de reformulação do Salto - o programa que apresento na TV Escola / TV Brasil. Os detalhes eu ainda vou ficar devendo, ok?

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Do princípio...

Minhas mãos passeiam pelos teus cabelos enquanto minha língua desvenda os recantos da tua boca. Sinto teu gosto, teu cheiro, tua respiração. E quando acaba o beijo, olho em teus olhos e nos encontramos. É quando sinto a doçura desse seu amor em contraste com o tom amargo do ultimato que sai da sua boca pra me acertar nos ouvidos...e no coração.
Mas o tal ultimato não me soa como desafio: o tempo dos medos é outro; passado. Agora, é o tempo da entrega. Olha em meus olhos e enxerga que sim, sou teu! Quero ser feliz e te fazer mais feliz ao meu lado. Mergulhar na nossa história louca, doce, linda e já tão repleta de demonstrações de amor - mais suas do que minhas - das quais quero me mostrar merecedor.
E que, a cada dia, tenho mais vontade de retribuir. Não por gratidão, mas por saber que os sentimentos que trago dentro de mim não poderiam ter encontrado destino melhor...

Aqui o português é bem dizido...e escrivinhado - VI

Uma das piores pragas do orkut é a febre dos scraps com vírus. É um tal de clique no patinho, veja as fotos da nossa festa, mensagens pornográficas e...flagrantes! E aí, vale flagra de tudo: desde a vizinha gostosa pelada até...supostas imagens exclusivas de casos marcantes, como o da menina Isabela Nardoni e o da jovem Eloá.
Um saco!
Eis que hoje, recebi um scrap desses. Com um suposto flagrante. Ou seria com um fragra???

Without comments, right?

Eu voltei, aqui é o meu lugar!!!

Nunca trabalhei tanto na minha vida! Mas agora a criança nasceu e poderemos, enfim, voltar à programação normal aqui do blog.
Saudades de bater papo com vocês, turma! A trilha sonora perfeita para esses dias em que andei afastado do blog é aquela música brega da Rosana...
"Tanta coisa pra dizer e a gente nem se fala..."

PS.: Sim, Rosana é o fim!
PS2.: Posts novos ainda nessa madruga, ok?
PS3.: Se você é (irritantemente) jovem demais e não sabe quem é Rosana, clique aqui. E envelheça urgentemente, tá certo?

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Pára o mundo...

... que depois dessa, definitivamente, eu quero descer!!!
Soldados do Exército roubando donativos para as vítimas das chuvas em Santa Catarina!
É de lascar!

Prestando contas...

Só pra constar: até hoje a vencedora da promoção Natal Alegre no B@belturbo não escolheu o prêmio que quer receber...
Cadê Nilda, hein?

Veja eu, veja eu, veja eu me veja...

Há pouco mais de um ano, tive o prazer de ser um dos apresentadores da maratona televisiva que lançou a TV Brasil, a rede pública de televisão criada em 2007.
Agora, um ano depois, muita coisa já mudou na programação da emissora. E muita coisa bacana foi transmitida nesse período.
Por isso, a TV Brasil vai exibir compactos com os melhores momentos desse primeiro ano no ar. E eu terei a honra de apresentar alguns desses programas. O horário é mais convidativo para quem não precisa acordar cedo: 00h10. Mas vale a pena pra todos que querem saber o que andou rolando na telinha da TV Brasil.
Então, tá feito o convite: aos dez minutos dessa terça feira - ou, se preferirem, logo mais, à meia-noite e dez - não perca o primeiro programa da série TV Brasil Ano I apresentado pelo blogueiro aqui.

domingo, 14 de dezembro de 2008

Madonna no Maraca...

Chuva bombou durante toda a apresentação da cantora, 15 anos depois da última passagem dela pelo Brasil...

Ainda sobre o efeito do que vi na noite de ontem no Maracanã, passo aqui pra recomendar: veja o show de Madonna! E se puder se cercar de pessoas engraçadas, como eu fizm tanto melhor! Não vou fazer uma resenha tradicional, simplesmente por não conhecer suficientemente o show e o repertório da artista. Mas aqui vão algumas das minhas impressões:


- A produção é fantástica! Nunca vi nada parecido em termos de luz e videografismo;

- O show me pareceu meio arrastado na primeira parte;

- A voz de Madonna, em alguns trechos, foi engolida pelas batidas das canções;

- O Maracanã não chegou perto de encher;

- A tal da Pista Vip é uma piada! Vip que vai se tratar nas Upas do prefeito eleito é de doer! Coisas do Brasil...;

- Esquisitíssima a idéia de colocar um segurança segurando um guarda-chuva para a cantora;

- Também muito esquisito - e chato - o set com o grupo latino. Nadaaver.com.br;

- Os leds que descem do alto do palco são sensacionais! E é ótimo o momento em que Madonna canta "dentro" do telão.



Mas o melhor, pra mim, foi:


- O humor da cantora, dando risadinha depois de cair e inventando musiquinha para zombar da chuva que bagunçou o coreto durante todo o show;

- Fernanda Montenegro, ovacionada pela platéia da pista que a viu chegar ao camarote;

- Like a Prayer: a força de um grande hit sacode a platéia no show;

- Os "brigadas" de Madonna: simpáticos e sedutores;

- A platéia animada e tranquila.



E as melhores frases da noite:



A Ana Maria Braga quando ri levanta a perna!



Angélica tá triste: a pinta dela não é nada perto de toda a pinta que tá rolando no Maracanã!



Ele (o segurança do guarda-chuva) tem que estar ali! Se não estivesse, você ia ver o resultado dessa chuva na cara e no cabelo de Madonna!!!



Se filmarem o Maracanã do alto, vai parecer um dalmata de tanta pinta!!!

sábado, 13 de dezembro de 2008

Meu anjo...

Dia desses, sei que você veio me abraçar na hora do sonho. A saudade e a emoção foram tamanhas que me fizeram acordar aos prantos; coisa do moleque chorão que você sabe que eu sempre fui. E se a dor agora faz a vida mais amarga, insisto em lembrar de como ela já foi adocicada pela tua presença...
Aliás, ainda que eu pudesse contabilizar todos os doces de amendoim, balas e sacolés que eu e meus primos roubamos de você - e por mais astronômico que parecesse esse resultado - ainda seria pouco perto da doçura que você trouxe para a minha vida. Do seu jeito, sem muitos abraços e beijos, você se firmou como uma das pessoas essenciais pra mim; a maior referência de caráter, superação e dignidade. O maior e melhor exemplo de amor pela família...
Tanta coisa boa que você me deu faz ainda mais difícil a tarefa de me acostumar a não ter mais você por perto, vó. É uma saudade absurda, um vazio que tenho lutado muito para preencher.
E que ainda não consegui...
Guardo com carinho as lembranças da sua última festa de aniversário. E do dia seguinte, quando a senhora me falou que aquele tinha sido o momento mais feliz de toda a sua vida. Naquele dia, eu não sabia que seria assim. Mas ouvir isso fez daquele o momento mais feliz da minha...
Então, te trato como meu anjo. Peço sempre a sua benção e rezo pra que a senhora esteja sempre num bom lugar - embora saiba que, pra senhora, o melhor lugar do mundo seria sempre aqui, pertinho de nós. Rogo a Deus pra que a senhora esteja em paz e olhe por toda a sua família, tão vazia e tão menos alegre desde a sua partida. Mas que, apesar dessa despedida tão inesperada, segue te amando demais! Como eu te amo, vó!
Pra sempre!

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Marcelo Silva morreu. A culpa é da Ana Maria Braga???

Ah, ô! Acoooooorda, menina! Acoooooorda, menino!
Os pretensos polemistas da mídia de celebridades agora se levantam contra Ana Maria Braga, como se a loira fosse a culpada pela morte do ex-marido de Susana Vieira. O argumento utilizado é a bronca que Ana Maria deu no ex-PM em seu programa de TV.
Pera lá...
Aqui no Brasil é só morrer pra ser canonizado! Ana Maria falou aquilo tudo do Marcelo porque ele estava expondo - descaradamente - a vida da ex-mulher famosa em programas de quinta na televisão. Num momento de desabafo, a apresentadora do Mais Você disse tudo aquilo que qualquer pessoa sã diria; não controlou sua indignação.
Agora, associar o tal desabafo da Ana ao trágico fim do Marcelo é polêmica boboca pra vender jornal e bombar os acessoas a sites de celebridades! Nada mais que isso!
Aliás, basta ver as pessoas e os veículos que estão criticando a Ana Maria Braga pra saber que a coisa está longe de ser séria...
PS.: Pronto! Sônia Abrão e o TV Fama já têm pauta garantida até 2009!!!

Vergonha nacional!

Não faltam absurdos nesse país. Mas os absurdos da Justiça, realmente, estão entre os que mais me estarrecem! A absolvição do PM responsável pela morte do menino João Roberto é, pra mim, mas um desses casos em que todos os cidadãos de bem são feitos de palhaço; um caso em que a noção de responsabilidade e os direitos humanos foram por água abaixo; e em que a dor de uma família inteira foi solenemente ignorada por essa parte (insensível) do Estado brasileiro.
Que vergonha!

Da série: "a pergunta que não quer calar..." 32

Compare as imagens acima e responda rápido: Nicole Kidman não está a cara da Dona Lily Marinho?
Essas moças (ou seus cirurgiões) andam mesmo perdendo a mão...

Que horror...

O ex-PM Marcelo Silva, ex-marido da Susana Vieira, foi encontrado morto hoje na Barra.
A crônica de uma morte anunciada.
Sem caretice, tenho que dizer que droga é uma merda mesmo!
Que a família fique em paz. E que ele também...

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

A beleza do trabalho em equipe...

Os pilotos...do piloto!!!


Uma das melhores coisas da vida é olhar pro lado e ver gente motivada. Num relacionamento, na hora de ser atendido numa loja, no consultório médico: seja onde for! Encontrar gente disposta a fazer o melhor torna as coisas mais fáceis e a vida mais colorida.
Hoje, na TV, estive cercado de pessoas assim. Uma turma de profissionais das mais diversas áreas, da maquiadora à diretora; da cenógrafa à camareira; do iluminador ao contra-regra. Sem falar nos cinegrafistas, nos operadores de áudio, no diretor de TV, no assistente de câmera, no coordenador de estúdio, nos produtores. Uma equipe inteira afim de criar algo bacana; de pôr na tela um trabalho da melhor qualidade: vibrante, bonito, dinâmico e diferente do que estamos habituados a fazer.
Olhava para os lados e via olhos brilhando. Sentia a empolgação tomar conta do cenário. Ouvia sugestões, dicas e, mais que tudo, percebia o claro desejo - de todos - de que tudo ali desse muito certo. E, tenho a certeza de que, se der, grande parte do mérito será dessa galera!
Quem apenas assiste televisão não faz idéia do trabalho que dá fazê-la. Aliás, até nos bastidores há quem desconheça a complexidade - e a beleza - dos processos que estão envolvidos na produção de um programa de TV. A esses digo apenas que esse veículo sensacional, pelo qual sou apaixonado, só pode ser vivenciado quando se experimenta, de fato, o real sentido da palavra coletividade. Seja botando a mão na massa e dando o melhor; seja torcendo para que tudo dê certo.
A todos os companheiros que trabalharam duro hoje no Estúdio 2 da TV Brasil, um muito obrigado! De coração! E o desejo de que, em 2009, essa parceria seja ainda mais forte!
Valeu!

Ronaldo e a manchete engraçadinha...

Hoje, é a vez do Extra aderir ao estilo Comedy News em sua primeira página.
Agora, cá entre nós, será que nós, rubro-negros, temos mesmo que lamentar a ida do Ronalducho Fofômeno para o Corinthians?
Tenho cá as minhas dúvidas...

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

E a Nilda faturou!!!

Vai para Goiás o prêmio da promoção Natal Alegre no B@belturbo! Com mais de 53% dos 208 votos computados na enquete, minha leitora goiana levou a melhor com a frase:

"Piu-piu é o personagem mais gay porque ele tem cílios de boneca, fala fazendo biquinho e tem sempre um gato atrás dele!"

Fernanda ficou em segundo e Erica, em terceiro. Mas as duas também arrebentaram em suas frases e merecem os aplausos de todos nós!
Já enviei um e-mail para a vencedora e estou aguardando que ela defina qual prêmio quer levar. Colocarei as informações sobre o andamento do processo aqui, ok?
É isso! Obrigado a todos que participaram dessa promoção! E parabéns pra Nilda!!!

Convite bacana!

Recebi um convite bem legal, que muito me honrou e que será, sem dúvida, um grande desafio. Fui convidado para ter dois encontros com jovens que prestarão vestibular. Os jovens, que são de um curso
A turma será composta por jovens que têm interesse no Jornalismo. Serão dois encontros e, neles, eu vou falar sobre o mercado de trabalho, o dia-a-dia de um jornalista e as novas tecnologias. E um motivo de orgulho foi saber que esse blog também despertou o interesse dos responsáveis pelo projeto.
O curso faz parte de um projeto de Educação Popular, o que torna tudo ainda mais bacana...
Enfim: tô feliz da vida! E, também, com um frio na espinha por pensar que terei que prender a atenção dessa turma, durante uma hora e meia, em dois encontros!
Mas o que é a vida sem desafios, né?

Sobre a Capitu...

Caramba...as imagens de Capitu são lindas, o elenco está muito bem, a trilha sonora caiu como uma luva, o figurino é esplendoroso, a vinheta é muito bem transada...mas...tô achando chato.
Tá tudo muito bem feito, mas a narrativa não me prendeu. E isso, em televisão, é um problema.
Mas tô insistindo. Coisa boa deve ser prestigiada...
E você? O que achou da nova série da Globo?

O grande dia chegou...

Faltam poucas horas pro encerramento da promoção Natal Alegre no B@belturbo. A disputa, até então bem acirrada, tem sido liderada com folga nos últimos três dias pela Nilda, de Goiás. Mas não dá pra cantar vitória antes do tempo, afinal votação na internet é como bunda de criancinha: ninguém sabe o que vem dali!
Amanhã, logo no início da madrugada, divulgarei o resultado final.
No mais, a mesma correria de sempre: as tais 12 horas diárias de trabalho viraram 10. Mas é tudo por uma ótima causa...
Assim que der, voltaremos à nossa programação normal.
Não sumam, ok?

domingo, 7 de dezembro de 2008

A primeira segunda do Vasco...na segunda!

Na boa: exagerado o torcedor do Vasco que ameaçou se jogar da marquise das arquibancadas de São Januário por conta do rebaixamento do clube, hein?
Se matar por conta de uma derrota no esporte é, pra mim, sinônimo de assumir, publicamente, que se tem uma vida de segunda...
Como rubro-negro, registro aqui o meu respeito pelo presidente Roberto Dinamite - um homem cheio de amor pelo clube e que sabe ter dignidade mesmo em momentos difíceis como o atual.
O mesmo já não se pode dizer daquele outro senhor que, embora finja não ter nada com o assunto, pôs o time na estrada esburacada que, hoje, carregou a turma do clube da Cruz-de-Malta para o precipício...

A novidade da semana na Globo...

Tô impressionado com a beleza das chamadas da minissérie Capitu, estréia que a Globo programou para a próxima terça-feira. Lindas imagens, figurinos, luz, interpretações intensas e uma trilha sonora que passa longe do óbvio são uma receita imbatível para atrair os telespectadores sedentos por novidades e por boas histórias.
Só espero que a nova produção não repita o mesmo caminho escolhido pelo diretor Luiz Fernando Carvalho em seu último trabalho televisivo...
E você? Curioso para ver Capitu?

Cá estou...

Como vocês puderam notar, tirei o final de semana pra descansar e curtir a vida.
Em alguns minutos, começa mais uma semana que será muito intensa. Mas prometo me esforçar pra que os posts sejam (um pouco) mais constantes, ok?
No mais, agradeço pelos comentários que - em virtude dessa falta de tempo - permanecem sem respostas individuais. Mas leio todos!
Além disso, vale ressaltar que a enquete continua a todo vapor. Os números apontam para uma candidata isoladíssima na liderança. Mas ainda falta um tempinho até o fim da votação. Será que teremos uma surpresa nessa reta final? Só resta esperar pra conferir...
Por falar nisso: já deu sua votadinha hoje?

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Uma noite com Preta Gil...

Divertido e despretensioso, show da cantora é uma boa pedida pra quem quer se divertir ao som de música de todos os estilos e, de quebra, ainda dar boas risadas com as tiradas inspiradas da cantora...

Uma figuraça! Assim eu poderia resumir a impressão que tive de Preta Gil depois de ver o show dela, Noite Preta, em cartaz aqui no Rio. Se não prima por grandes recursos vocais, Preta ocupa o palco com graça, deboche, molejo e altíssimas doses de ironia.
Cúmplice de uma platéia fiel que parece seguir a temporada desde o início, a artista faz piada o tempo todo. Pede água o tempo todo para Dani - a fã que apresenta como fã-roadie. Finge mágoa e despeito com outra fã, paulistana, que só foi para o show depois de conferir a apresentação de Ana Carolina e Ângela RoRo em outra casa noturna. E, na primeira oportunide de fazer graça, dispara, a capella:
- Pó-para-cum-pó... - aquele hit que citei aqui dia desses.
E completa, sacana como ela só, que a cantora do tal axé-católico vai ser a sensação do próximo verão. Depois dela, claro.
Aliás, Preta aproveita o show para anunciar que vai gravar um Dvd em janeiro. Afoita, uma fã pergunta onde será a gravação.
- Não sei onde, não me faz pergunta difícil! O que importa é que vou gravar!
Uma fã, imbuída do espírito fanfarrão da cantora, sugere que a gravação ocorra na Pavuna.
- Pavuna?! - reage Preta Gil - Meu c* pra Pavuna!!!
A platéia explode às gargalhadas, numa cena que se repete por diversas vezes durante a noite. O alto astral do público não se abala nem quando, depois de cantar uma música e sem receber grandes aplausos, Preta dispara:
- Mas que gentalha!!!
A risadaria rola solta de novo quando a cantora debocha do valor do ingresso - R$ 25 - e diz que a tal lista-amiga - que faz as entradas custarem R$ 15 - é, na verdade, uma lista inimiga. Ou quando ela faz piadas com sua condição de Mulher TotalFlex - condição, aliás, seguida por parte considerável da platéia...
Mas você deve estar se perguntando: "ué, é um show de humor ou de música?". E eu respondo: os dois! O repertório traz algumas canções do repertório da própria Preta, como Sinais de Fogo, músicas inéditas e muitos, muitos sucessos. Dos mais variados estilos e para os mais variados (e, em alguns casos, duvidosos) gostos. A lista é variadíssima: tem Burguesinha e Mina do Condomínio (Seu Jorge), Perigosa (As Frenéticas), Cheiro de Amor (Maria Bethânia), Tremendo Vacilão (Perlla), Glamourosa (MC Marcinho), Garota Sangue Bom (Fernanda Abreu), Marrom Bombom (Os morenos), Céu da Boca (do repertório de Ivete Sangalo) e Doce Mel (aquela mesmo, de Xuxa!!!).
O resultado diverte, faz dançar. Preta tem domínio de cena e tem como ponto forte a interação com a platéia. É um show pra se divertir, pra rir das maluquices que Preta faz e da fina ironia que permeou, inclusive, a própria escolha do repertório.
Eu me diverti! E pra quem quiser o mesmo, recomendo!

Up!

Turma, peço desculpa pela escassez de posts nos últimos dias. Tenho trabalhado em média 12 horas diárias e isso tem dificultado bastante que meus loucos pensamentos ganhem espaço por aqui.
Tô sentindo falta da nossa conversa fiada! Mas tô de olhos nos comentários que, como sempre, agradeço muitíssimo! E na disputa acirradíssima entre Fernanda e Nilda na enquete! É impressionante como essas duas se revezam na liderança várias vezes ao dia! Haja fã-clube, hein?
É isso! Se der, volto ainda hoje pra falar do Noite Preta, o impagável show de Preta Gil que conferi na noite de ontem - sim, pois está escrito que: nem só de pão viverá o homem. E eu acrescento que a vida também não pode ser só trabalho...
Portanto, curtam a quinta-feira!
[]s pra quem é de []s e Bj pra quem é de bj!!!

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Caso Eloá pode render multa para a Rede TV!

No Brasil, temos aquele (mau) hábito de esquecer dos acontecimentos com muita rapidez. Mas fico feliz quando, de vez em quando, a Justiça se mostra antenada. Lembram daquela polêmica sobre a cobertura da TVpara do caso da menina Eloá?
Pois bem, tá na coluna Zapping de hoje: o Ministério Público Federal vai cobrar indenização de R$ 1,5 milhão da Rede TV!, por ter exibido entrevista ao vivo da apresentadora Sônia Abrão com o sequestrador de Eloá. Ainda de acordo com o MPF, Sônia interferiu na atividade policial e colocou em risco a vida dos reféns.
Se a ação for procedente - e a multa, paga - o dinheiro será utlizado em projetos relacionados aos direitos humanos.
A emissora diz estar sendo censurada.
Discordo: acho que apenas se está exigindo mais cautela - e responsabilidade - em coberturas dessa natureza.
E você? O que acha?

Combinado

Então, fica combinado assim: eu não te ligo e nem você me liga. Não nos ligaremos e não comentaremos a delícia que foi aquela noite. Não falaremos do desejo que transpirou por todos os nossos poros, não mencionaremos a paixão que nos fez deixar o juízo de lado para saciar a nossa vontade de sermos, novamente, um.
Não me diga que gostou, não mintas que quer de novo...
Farei o mesmo, embora, pra mim, não seja mentirosa a vontade do bis...
Façamos assim: eu não te ligo e nem você me telefona. E a gente ignora tudo o que nos incomoda; silencia as perguntas que tomam conta de nossas mentes e esvazia o peito das angústias e das incertezas.
Não te ligo. Não me ligue. E, assim, eu vou tentando fazer de conta que é natural não poder ter você comigo de novo. Te ter pra mim, entregue em meus braços, pra apagar o meu fogo ou pra aplacar essa ardente vontade de te ter em meu colo, só pra afagar seus cabelos e te fazer dormir em meus braços.
A gente fica combinado assim. Até que essa chama que arde em algum lugar nos faça descombinar tudo. E enlouquecer de novo...

Toma lá dá cá se torna ainda melhor a cada semana...

Velório rendeu cenas impagáveis no episódio de hoje. Elenco, como sempre, não deixou por menos...

A cada terça-feira, o Toma lá dá cá consegue se tornar um programa ainda mais divertido. O episódio de hoje, que acabou de acabar, foi sensacional. Elogiar o elenco - seja lá qual for o adjetivo empregado - parece insuficiente pra traduzir o nível que esse grupo de atores atingiu ao fazer essa comédia de situação.
As cenas do velório de seu Barafun foram impagáveis! Stela Miranda dando uma gravata na viúva para obrigá-la a abrir o caixão do defunto foi sensacional! Assim como Marisa Orth esteve uma perfeita cara-de-pau ao exaltar a longa amizade com um vizinho de...dois meses! Sem falar de Alessandra Maestrini, Arlete Salles e Ítalo Rossi, donos dos papéis mais populares do programa.
Também é digno de nota o trabalho de Norma Bengell. O tom canastrão de sua Deise Coturno é sensacional. Meio perdida no início da participação no programa, a atriz parece ter encontrado o caminho da personagem.
Agora, pra encerrar, acho que parte considerável desse grande sucesso deve ser atribuída ao talento - que parece inesgotável - de Miguel Falabella. Eu me pergunto como ele consegue escrever novela, ser o responsável pela redação final da sitcom e, de lambuja, atuar no programa. E tudo isso mantendo uma impressionante regularidade. Aliás, vale dizer que, desde que a novela das seis começou a ser criticada pelo baixo ibope, Toma lá dá cá parece ter se tornado ainda mais inspirado.
Enfim, pra mim está na lista dos programas imperdíveis da TV.
E você? Gosta?

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Enquete bombando!!!

A enquete que vai definir o resultado da promoção Natal Alegre no B@belturbo já é um sucesso! Ao longo do primeiro dia de votação, as três finalistas se alternaram na liderança dos votos algumas vezes, o que indica o equilíbrio na competição.
Sem falar que essa já é a enquete mais votada da história do blog.
Bem bacana!!!
E você? Ainda não votou? Tsc, tsc, tsc...

Expectativa...de dias melhores!!!

A divulgação dos dados sobre a expectativa de vida dos brasileiros tacou na cara de todos nós o que a gente faz questão de fingir que não vê: a juventude brasileira está sendo dizimada! Sobretudo os jovens homens! Segundo o estudo, os homens entre 20 e 24 anos têm quatro vezes mais chances de morrer violentamente que as mulheres.
Não fosse tão alta essa estatística, a expectativa de vida do brasileiro seria mais alta.
Não dá pra naturalizar isso não! É grave! Falar em tantos jovens assassinados é falar de menos força de trabalho, de menos sonhos, de menor capacidade de realização e, principalmente, de um país que não tem sabido oferecer as oportunidades e as condições de vida dignas para a sua juventude.
Perdem os jovens. Mas perde, ainda mais, o Brasil.

Frase do dia...

Aviso de cara: é politicamente incorretíssima!!!
O autor é um colaborador da empresa em que trabalho - para usar o jargão vigente entre os profissionais da área de recursos humanos hoje em dia.
Preocupado com a saúde dos computadores que utiliza e temendo que as conexões desprotegidas com pen-drives trouxessem malwares para os PCs, o inspirado frasista proferiu:
- USB é que nem piru com HIV: onde entra, espalha vírus pra todo lado!!!

Como diria o colunista, pano rápido. Aliás, pano rapidíssimo!!!