quarta-feira, 18 de julho de 2007

A TV na cobertura do acidente com o vôo da TAM

Estou chocado, como todos estão nesse dia cinzento e frio depois da tragédia com o vôo da TAM, ontem à noite, em São Paulo.
Acompanhei a cobertura televisiva até a madrugada, dividindo-me entre Bandnews e Globonews. E posso dizer que o trabalho das equipes da emissora de São Paulo foi muito mais ágil. A Band foi a primeira a colocar no ar a entrevista do governador José Serra, que traduziu a dimensão exata do acidente - agora, já sabido por todos, o maior do mundo nos últimos cinco anos.
Na TV Globo - que também assisti - notei um William Waack tentando conter a emoção no Jornal da Globo. Mais cedo, outro William, o Bonner, ancorou o JN sozinho e, a meu veu, se saiu bem num momento em que o calor dos acontecimentos ainda dava o tom da cobertura; já que as informações chegavam desencontradas e as equipes de reportagem não conseguiam se aproximar.
Já na Band, Ricardo Boechat e Joelmir Beting comandaram a transmissão também naquele início de trabalho das equipes de resgate. A dupla do Jornal da Band levou ao telespectador as imagens mais próximas do local do acidente e os primeiros relatos de testemunhas da tragédia. Confesso que, na minha opinião, a transmissão da Band perdeu quando esteve sob o comando de José Luiz Datena.
Muitos questionam o fato de a TV Globo não suspender a sua programação para cobrir apenas o acidente. Algumas emissoras fazem isso. Mas, nesse caso, eu defendo a postura da rede carioca. Transmitir direto do local da tragédia, por vezes, dá a impressão de que a cobertura acaba virando chamariz de Ibope.

3 comentários:

  1. Achei as coberturas realmente muito boas. Vivi a adrenalina desse momento na redação, muito menor do que os repórteres em campo, mas ainda assim me faz amar ainda mais o jornalismo.

    Só discordo sobre o William Bonner. Acho que ele exagerou na maneira com que conduziu o JN, tendo que admitir, ainda que sutil, que mandou mal na hora de abrir o jornal cobrando lista de vítimas da TAM. Teve que ler no bloco seguinte que 'as famílias devem ser avisadas antes da imprensa, esse é um compromisso ético'. E é isso mesmo!

    ResponderExcluir
  2. Olha isso que boa discussão dá - http://ombudsmandouol.blog.uol.com.br/

    ResponderExcluir
  3. É, lindona. Talvez o Bonner tenha mesmo exagerado, mas entrar no ar ao vivo, como ele entrou, e sem muito a dizer, deixaria qualquer um vulnerável mesmo...
    Apesar dos equívocos - que todas as redes cometeram - acho que o saldo é positivo.
    Bjão! E adorei a dica do blog...

    ResponderExcluir