segunda-feira, 23 de junho de 2008

Em tempos de Record em alta, um ponto a mais vira recorde...

Fiquei feliz com a notícia da volta da dupla Didi e Dedé por puro saudosismo. Não vejo "A Turma do Didi", não acho a menor graça, mas respeito Renato Aragão e, principalmente, a vitoriosa trajetória que ele construiu - fundamentalmente calcada, diga-se de passagem, na parceria com Dedé, Mussum e Zacarias.
A notícia ocupou muito espaço nos sites de celebridades e foi festejada. De modo que, hoje, um dia depois, os sites repercutiram a estréia de Dedé no humorístico global. O Fuxico, por exemplo, alardeou: "Entrada de Dedé faz A Turma do Didi bater recorde de audiência". Feliz, cliquei e li.
Para te poupar de fazer o mesmo, lá vai: houve recorde, de 16 pontos no Ibope. A média do programa, anteriormente, era de 15 pontos. Entendeu? É isso mesmo: um recorde de 1 ponto a mais!
Será que esse ponto a mais significa tanto?
Não sei! Mas a notícia não significou nada...

4 comentários:

  1. Fala Rapaz! Beleza?

    Mas isso é facilmente explicável: Dedé e família passaram a assistir ao programa do Didi!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Rs...é, vai ver que foi isso!rs...
    Abs!

    ResponderExcluir
  3. Também gostei da volta do Dedé. Soube que correntes dentro da Globo não queriam que ele voltasse.

    ResponderExcluir
  4. É, Márcio! Tem gente que acha que pode parecer uma volta ao passado. Mas o fato é que o Renato Aragão nunca mais chegou perto da genialidade dos tempos dos "Trapalhões". E a volta do Dedé pode reaproximá-lo do melhor de seu humor.
    Abs!

    ResponderExcluir